Vasco irá poupar titulares na estréia na Copa do Brasil

Diretoria cruzmaltina também decide não defender mais o atacante Romário no processo de doping

Agência Estado,

11 de fevereiro de 2008 | 18h51

A conquista do título da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, é prioridade em São Januário. Por isso, o técnico Alfredo Sampaio decidiu enviar apenas os jogadores reservas para a estréia do Vasco na Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Itabaiana, em Aracaju. Veja também: Flamengo faz oferta a Romário e espera fechar contrato "Entendemos que esse é o melhor caminho. O time que irá a campo é bom e tem condições de fazer um bom jogo", explicou Alfredo Sampaio, que também será poupado da viagem ao Nordeste - o auxiliar técnico Amilton Oliveira comandará a equipe. "Além disso, temos um jogo de volta em São Januário, enquanto a semifinal do Carioca será em um jogo só." Dessa maneira, os titulares vascaínos ficarão concentrados apenas na preparação para o jogo do próximo domingo, contra o Flamengo, pela semifinal da Taça Guanabara. E o time do Vasco ainda poderá contar com um reforço de peso na decisão contra o rival: Edmundo. Recém-contratado, Edmundo ainda não estreou com a camisa vascaína. Estava sendo preparado apenas para a Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, mas pode entrar em campo já no domingo, contra o Flamengo. "Quero saber do Edmundo como ele está. Se ele estiver preparado, com certeza será um grande reforço. Mas ainda não sei em qual posição ele vai jogar", afirmou Alfredo Sampaio, sem confirmar a presença do veterano atacante no clássico. Mas, mesmo que Edmundo não esteja no melhor da forma física, Alfredo Sampaio acredita que apenas sua presença seja suficiente para injetar ânimo no jovem time vascaíno e impor receios nos adversários. "A presença de jogadores como o Edmundo é importante. Eles são respeitados. Com certeza dará moral ao time", admitiu o treinador. Para os jogadores do Vasco, no entanto, o Flamengo é o favorito na decisão do próximo domingo, principalmente por ter mantido o time do ano passado - enquanto isso, o elenco vascaíno sofreu várias mudanças. "Eles têm um elenco mais experiente, mantiveram o grupo. A gente ainda está formando uma equipe, com a subida do Alex Teixeira e de outros jogadores", afirmou o meia Morais, sem perder o otimismo. "Mas podemos equilibrar as coisas." SEM VÍNCULOA diretoria do Vasco enviou nesta segunda-feira um ofício ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) no qual informa que não defenderá mais o jogador Romário no processo que é movido contra ele por doping.Até a semana passada, Romário exercia dupla função no Vasco, como técnico e jogador. Mas ele se desentendeu com o presidente do clube, Eurico Miranda, e deixou São Januário. Assim, perdeu também a defesa dos advogados vascaínos.Condenado em dezembro a 120 dias de suspensão por doping - a substância proibida Finasterida, utilizada em remédios contra a queda de cabelo, apareceu em seu exame -, Romário terá seu recurso julgado na próxima quinta-feira pelo STJD. Dependendo do resultado, ele pode nem voltar a jogar, antecipando o fim da carreira.

Tudo o que sabemos sobre:
VascoCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.