Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Vasco joga mal e fica apenas no empate com o Bragantino pela Série B

Cariocas saem na frente do placar em Bragança Paulista, mas cedem a igualdade no fim

Ronald Lincoln Jr., O Estado de S. Paulo

28 de maio de 2014 | 00h18

BRAGANÇA PAULISTA - O Vasco jogou mal novamente e empatou a terceira partida consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro, desta vez com o Bragantino por 1 a 1, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, nesta terça-feira, pela oitava rodada. Ambos os times demonstraram pouca qualidade técnica e criaram poucas oportunidades de gol, mas a equipe da casa foi levemente superior.

O resultado e o futebol apresentado nesta partida acende o alerta para o time carioca, que se continuar jogando da maneira que fez nos últimos compromissos, terá dificuldades para retornar à Série A. Com 10 pontos e um jogo a menos, ocupa a modesta 10.ª colocação. Os paulistas, com 9 pontos, estão em 13.º lugar.

As duas equipes começaram o jogo de maneira tímida. O Vasco tinha mais posse de bola, mas não conseguia criar perigo no ataque, enquanto que o Bragantino, bem fechado, se limitava à marcar. Com isso, a partida ficava feia e jogada mais na base da briga que com técnica.

A partir da metade da primeira etapa, o time da casa começou a arriscar mais e por pouco não abriu o placar em duas chances. Na primeira, Robertinho recebeu livre na área e bateu na trave; na outra, Danilo Bueno chutou forte de longe e o goleiro Diogo Silva precisou defender em dois tempos.

O nível técnico não melhorou com o início da segunda etapa. Os dois times abusavam dos chutões e dos passes errados, entre as equipes, mas o Bragantino continuou criando as melhores oportunidades.

Para mudar o quadro, o técnico Adilson Batista trocou dois atacantes. Biteco e Yago foram substituídos por Montoya e Rafael Silva, respectivamente, e a mudança fez efeito. O Vasco passou a reter mais a bola e equilibrou a partida. Aos 26 minutos, o zagueiro Rodrigo cobrou uma falta de perto do meio de campo, a bola pegou efeito e o goleiro rebateu para Montoya, de primeira, fazer o gol.

Mas o Bragantino reagiu. Aos 36 minutos, Cesinha fez boa jogada pela ponta e cruzou para Robertinho cabecear e empatar o jogo. Aos 48, no último lance, Nunes perdeu um gol feito ao finalizar por cima do gol quando estava livre na área, desperdiçando a oportunidade de dar a vitória ao time da casa.

FICHA TÉCNICA

BRAGANTINO 1 x 1 VASCO

BRAGANTINO - Renan; Robertinho, Luiz Eduardo, Yago e Bruno Recife; Francesco, Gustavo, Danilo Bueno (Magno Cruz) e Cesinha; Léo Jaime (Luizinho) e Tássio (Nunes). Técnico: André Gaspar (interino).

VASCO - Diogo Silva; André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Fabricio, Pedro Ken e Douglas; Yago (Rafael Silva), Edmilson e Guilherme Biteco (Montoya) Técnico: Adilson Batista.

GOLS - Montoya, aos 26, e Robertinho, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gustavo, Robertinho, Francesco, Bruno Recife e Yago (Bragantino); Pedro Ken e Montoya (Vasco).

ÁRBITRO - Arilson Bispo da Anunciação (BA).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BBragantinoVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.