Vasco joga mal, mas bate São Caetano

O São Caetano perdeu a invencibilidade no Campeonato Brasileiro. Foi derrotado por 1 a 0 para o Vasco, neste domingo, em São Januário. A equipe do ABC caiu da 13ª para a 17ª posição na tabela. O Vasco subiu da 20ª para a 16ª. O resultado, porém, não fez justiça à atuação da equipe visitante. O Vasco fez o único gol no primeiro minuto. Depois, ainda teve a seu favor a expulsão de Capixaba, aos 44 minutos de jogo. Mas o São Caetano foi melhor o tempo todo. Mesmo com um a menos. Agora, só resta um invicto no Brasileiro: o Cruzeiro. O gol surgiu a partir de uma falta na lateral do campo. Léo Lima tocou rasteiro para trás e Marques chutou forte, numa jogada ensaiada. O São Caetano acusou o susto. Passou a errar passes e pareceu desconcertado. Diante da falta de objetividade do Vasco, o Azulão logo voltou a se recuperar. Capixaba e Marcinho se revezavam como segundo homem de ataque. Falhavam nas finalizações. Na lateral-esquerda, Paulinho, nervoso, cometia faltas. Numa delas, recebeu cartão amarelo. Por precaução, Mário Sérgio resolveu substituí-lo. Queria evitar uma expulsão, o que complicaria mais ainda a situação de sua equipe. Se previu uma possível punição a Paulinho, não imaginou que Capixaba poderia fazer o que mais temia: uma falta tola, depois de já ter levado cartão amarelo. "Se tiver de substituir todos com cartão amarelo, não vou ter quem pôr em campo", comentou Mário Sérgio, no intervalo, reclamando da expulsão de Capixaba. Apesar de atuar com dez, o São Caetano dominou o segundo tempo. Esteve por empatar várias vezes. Em pelo menos duas oportunidades, o goleiro Fábio salvou o Vasco, num chute forte de Fábio Santos e numa cobrança de falta de Adhemar. Mas foi aos 45 que o número 1 do Vasco justificou o título de melhor em campo. Marcinho arriscou arremate de fora da área e o goleiro se esticou para tocar de leve na bola. Ela depois bateu na trave. Fábio foi muito aplaudido pela torcida carioca, ao final do jogo. No lado oposto, o técnico Antonio Lopes era hostilizado. O público não compreendia como o Vasco, com um jogador a mais em toda a segunda etapa, acabou completamente envolvido pelo São Caetano. "Mandamos em 70% do jogo. Perdemos porque o árbitro expulsou um dos nossos e deixou os jogadores da casa cometerem as mesmas faltas do Capixaba. Esse é o retrato do futebol brasileiro", protestou o técnico do clube do ABC. Ficha Técnica: Vasco: Fábio; Russo, Wescley, Wellington Paulo e Edinho; Da Silva, Bruno Lazaroni (Rodrigo Souto), Danilo (Rogério Corrêa) e Léo Lima (Rubens); Marques e Anderson. Técnico: Antonio Lopes. São Caetano: Silvio Luiz; Marlon, Dininho, Serginho e Paulinho (Gabriel) (Jacózinho); Mineiro, Ramalho, Fábio Santos e Capixaba; Marcinho e Denni (Adhemar). Técnico: Mário Sérgio. Gols: Marques a 1 minuto do primeiro tempo. Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA). Cartão amarelo: Léo Lima, Paulinho, Capixaba, Marlon, Marques, Rubens e Ramalho. Cartão vermelho: Capixaba. Local: São Januário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.