Marcelo Sadio/Divulgação - 13/08/2010
Marcelo Sadio/Divulgação - 13/08/2010

Vasco joga última chance para se manter vivo na disputa

Equipe carioca precisa da vitória sobre o Corinthians, às 22h, para ainda sonhar com a Libertadores

AE, Agência Estado

13 de outubro de 2010 | 08h06

Muitos clubes melhores posicionados já entregaram os pontos no Campeonato Brasileiro. Mas o Vasco ainda acredita. Mesmo sendo extremamente remotas as chances de classificação para a Libertadores, o discurso em São Januário é de que é preciso lutar pelo objetivo enquanto a matemática ainda apontar a possibilidade. Todos, porém, concordam que o duelo com o Corinthians, nesta quarta-feira, às 22 horas  (de Brasília, com transmissão do estadão.com.br e da rádio Eldorado/ESPN), no Rio, é basicamente a última chance da equipe se manter viva na disputa. Empate ou derrota sepultariam o sonho vascaíno.

Veja também:

linkCorinthians vai ao Rio preocupado com setor defensivo

O Corinthians seria hoje o último classificado para a Libertadores, ocupando o terceiro lugar, com 49 pontos. O Vasco está apenas na 12ª posição, com 38, mas uma vitória sobre o rival reduziria a distância para oito pontos. As chances ainda seriam boas porque Internacional e Santos, quarto e quinto colocados, já têm vaga assegurada e podem reduzir o número de pontos necessários caso cheguem entre os três primeiros. Antes de fazer tantas contas, porém, a ordem é derrotar os corintianos.

Jogar em casa não tem sido sinônimo de bons resultados para o Vasco. Depois de duas boas vitórias, a equipe voltou a empatar com o Grêmio de uma forma que vem se repetindo. O time abre vantagem e termina por ceder a igualdade nos minutos finais. "Poderíamos estar mais na frente, mas o que passou, passou. Não podemos desistir nunca dos nossos objetivos", comentou o zagueiro Dedé, que já tem todos os detalhes acertados para renovar contrato com o clube até 2014.

Além dos desfalques mais antigos (Ramon, Nilton, Max e Carlos Alberto), o técnico Paulo Cesar Gusmão promove duas mudanças no time, ambas nas laterais. Fagner, machucado, cede vaga a Irrazábal no lado direito. Na esquerda, Ernani não foi bem contra o Grêmio, o que abre chance para Carlinhos, que estava no time Sub-23.

VASCO - Fernando Prass; Irrazábal, Cesinha, Dedé e Carlinhos; Rafel Carioca, Jumar, Felipe Bastos e Felipe; Zé Roberto e Eder Luis. Técnico: PC Gusmão.

CORINTHIANS - Júlio César; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Paulinho, Jucilei, Elias e Danilo; Iarley e Souza (Defederico). Técnico: Fábio Carille.

Árbitro - Sandro Meira Ricci (DF); Horário - 22 horas (de Brasília); TV - Globo e Band; Rádio - Eldorado/ESPN (AM 700/FM 107,3); Local - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.