Vasco lamenta morte de Clébson

O supervisor de Futebol do Vasco, Isaías Tinoco, informou que todos os jogadores ficaram "profundamente" abalados com a morte do lateral-direito Clébson, de 22 anos, vítima de um acidente automobilístico, na noite de sexta-feira, na Bahia. Por causa da tragédia, o dirigente informou que todos os atletas foram dispensados do treinamento deste sábado.De acordo com Tinoco, somente ele e o vice-presidente de Futebol do Vasco, Paulo Pereira, devem representar o clube no enterro de Clébson, "Estamos meio perdidos. Se o enterro for neste sábado não teremos como chegar a Itiúba. Mas, por falta de condições técnicas fui informado que o funeral deve acontecer na primeira hora deste domingo", disse Tinoco.O presidente de Honra do Vasco, Antônio Soares Calçada, que contratou do Bahia, por empréstimo, o passe de Clébson, lamentou a perda do jogador. De acordo com Calçada, o atleta era um excelente profissional, além de só ter dado alegrias para o clube. O empréstimo de Clébson ao Vasco terminava no final deste mês e a tendência era a de que ele tivesse o passe comprado em definitivo pelo clube.

Agencia Estado,

23 de junho de 2001 | 12h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.