Rafael Ribeiro/Vasco
Rafael Ribeiro/Vasco

Vasco leva susto, mas goleia o Volta Redonda e vence a segunda no Carioca

Equipe cruzmaltina abre 2 a 0, leva empate, mas vence por 5 a 2 em São Januário

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

23 de janeiro de 2019 | 23h43

O Vasco chegou a dar um susto em sua torcida nesta quarta-feira, mas venceu pela segunda vez neste início de trajetória no Campeonato Carioca. Em São Januário, o time da casa abriu 2 a 0 e cedeu o empate, antes de arrancar no segundo tempo para garantir a goleada por 5 a 2, pela segunda rodada da Taça Guanabara.

Mais uma vez, o técnico Alberto Valentim não pôde contar com o meia Bruno César e o atacante Maxi López, duas das principais esperanças do Vasco para a temporada. Sem eles, o jovem Marrony, de apenas 19 anos, foi o destaque do jogo ao marcar dois dos cinco gols da equipe.

Com o resultado, o Vasco chegou a seis pontos, na liderança do Grupo B da Taça Guanabara. No domingo, a equipe encara em São Januário o Americano, que também venceu na primeira rodada e duela com o Fluminense na quinta. Já o Volta Redonda parou em um ponto e pega o Madureira no sábado, no Raulino de Oliveira.

Mesmo com a vitória na estreia, o Vasco não havia convencido seu torcedor. E a atuação pouco inspirada se repetiu nos primeiros minutos desta quarta. Sem qualquer capacidade de criação, o time da casa assistiu ao Volta Redonda dominar a posse, também sem levar perigo ao gol de Fernando Miguel.

Inofensivo, o Vasco só chegou ao primeiro gol graças a um lance fortuito. Aos 36 minutos, Heitor tentou afastar o perigo na zaga do Volta Redonda duas vezes. Na primeira, acertou seu companheiro. Na segunda, a bola bateu no rosto de Marrony, que ficou com a sobra, arrancou e tocou com categoria na saída do goleiro.

O gol assustou o Volta Redonda e deu o embalo que o Vasco precisava para arrancar. Somente três minutos depois, Cáceres subiu ao ataque e fez grande jogada antes de tocar para Dudu, que finalizou cruzado para a rede. Primeiro gol como profissional do garoto de 20 anos, em sua estreia como titular em São Januário.

A sensação era de que o jogo estava controlado pelos donos da casa, mas duas desatenções deram nova vida ao Volta Redonda. Aos 45 minutos, Cáceres cometeu falta boba na intermediária, que Luiz Paulo cobrou com perfeição para diminuir. E logo com um minuto da etapa final, Douglas Lima passou como quis por Danilo Barcelos antes de colocar a bola na cabeça de João Carlos, que empatou.

Mais uma vez, o Vasco sentiu o golpe e voltou a exibir suas fragilidades. A torcida já começava a perseguir Danilo Barcelos, quando ele resolveu para o time da casa. Do mesmo lugar onde Luiz Paulo havia marcado, o lateral vascaíno cobrou outra falta com categoria, sem chances para Douglas Borges, aos 23 minutos.

E como no primeiro tempo, o gol acordou os anfitriões, que ampliaram na sequência. Aos 26, Thiago Galhardo recebeu na área e cruzou para Ribamar, que foi travado. Mais uma vez, a sobra ficou com Marrony, que finalizou para a rede. Desta vez, o Volta Redonda não teve forças para reagir e ainda viu Lucas Mineiro transformar a vitória em goleada nos acréscimos, em chute da entrada da área.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 5 X 2 VOLTA REDONDA

VASCO - Fernando Miguel; Raúl Cáceres, Werley (Luiz Gustavo), Leandro Castán e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Yan Sasse (Yago Pikachu), Dudu (Thiago Galhardo) e Marrony; Ribamar. Técnico: Alberto Valentim.

VOLTA REDONDA - Douglas Borges; Rossales, Daniel, Heitor e Luiz Paulo (Elivélton); Bruno Barra, Marcelo, Bileu (Thiago Galhardo), Douglas Lima (Fernandinho) e Wandinho; João Carlos. Técnico: Toninho Andrade.

GOLS - Marrony, aos 36, Dudu, aos 39, e Luiz Paulo, aos 45 minutos do primeiro tempo. João Carlos, a um minutos, Danilo Barcelos, aos 23, e Marrony, aos 25, e Lucas Mineiros, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Grazianni Maciel Rocha (RJ).

CARTÕES AMARELOS - Leandro Castán (Vasco); Elivélton (Volta Redonda).

RENDA - R$ 188.824,00.

PÚBLICO - 7.461 pagantes (7.666 torcedores).

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio (RJ).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.