Vasco não está contente com vantagem na Copa do Brasil

Equipe de São Januário venceu o Criciúma por 1 a 0 e partida de volta será na casa do adversário

Redação,

17 de abril de 2008 | 19h29

Não foi a vantagem que o Vasco queria construir, mas com a vitória em casa por 1 a 0 sobre o Criciúma, na quarta-feira, o time de São Januário poderá jogar pelo empate na partida de volta, na próxima semana, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil"Criamos muitas oportunidades e procuramos o gol o tempo todo", avaliou Edmundo, que entrou no decorrer do jogo e marcou o gol da vitória em cobrança de pênalti. "Acreditamos até o fim e jogamos com raça.""O mais justo e ideal seria uns dois ou três gols de diferença", disse o volante Jonílson, que espera uma partida difícil em Criciúma. "Mas valeu pelo espírito de luta." De toda forma, o Vasco não levou gol em seus domínios, o que o deixa em posição de avançar no torneio mesmo com uma derrota por um gol, desde que marque o seu. "Temos que entrar para fazer pelo menos um gol", pediu o técnico Antônio Lopes, que terá uma semana para adaptar a equipe a suas predileções.O treinador, chegado depois da derrota para o Volta Redonda e às vésperas da semifinal contra o Fluminense, ainda avalia jogadores, com o volante Souza, que atuou no lugar do machucado Leandro Bomfim.Até Edmundo amargou o banco contra o Criciúma, mas Lopes alegou cansaço do atacante. O provável é que o técnico mantenha o esquema com três zagueiros, que vem dando bons resultados.

Tudo o que sabemos sobre:
Vasco da GamaEdmundoAntônio Lopes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.