Vasco não tem como segurar craques

O Vasco vive uma crise financeira que está causando a saída de vários jogadores. O atacante Euller, o lateral-direito Leonardo e o meia Felipe já deixaram o clube. Já o artilheiro Romário, que tem contrato até o final desse mês, também deve sair. O presidente Eurico Miranda disse no último fim de semana que não há dinheiro para manter o craque. Porém, todos esses jogadores que saíram do Vasco ainda não conseguiram um clube para atuarem no segundo semestre. O Porto (Portugal) desistiu do Euller quando soube que ele não fora convocado para a Copa do Mundo. Leonardo tem propostas de times da Itália e da Turquia, mas nada está definido. Já o meia Felipe ainda não sabe o seu destino. "Vou conversar com os meus empresários e ver as propostas", disse o jogador. "Quero voltar a jogar o mais rápido possível." Ele também explicou que deixa o Vasco em definitivo, por causa dos salários atrasados. "Tenho família para sustentar e quero receber em dia. Posso ficar um ou dois meses sem o pagamento, mas cinco é impossível", afirmou Felipe. Caso o jogador seja negociado, o Vasco tem direito a R$ 1 milhão e 700 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.