Rafael Ribeiro/ Vasco
Rafael Ribeiro/ Vasco

Vasco paga salários de novembro para jogadores e funcionários

Elenco, contudo, segue em atraso quanto aos pagamentos de dezembro e 13º do ano de 2019

Redação, Estadao Conteudo

28 de janeiro de 2020 | 21h23

O Vasco amenizou a situação dos jogadores e funcionários nesta terça-feira ao quitar os salários de novembro. O elenco, contudo, segue em atraso quanto aos pagamentos referentes a dezembro e ao 13º do ano de 2019.

No caso dos atletas, o pagamento foi total em relação a novembro. Já para os funcionários foi parcial. Foram quitados os salários para quem recebe até o valor de R$ 1.800. Quanto ao salário de outubro, receberam quem ganha acima de R$ 3 mil.

Desta forma, os jogadores ainda têm a receber o salário de dezembro, o 13º e o valor referente às férias e direitos de imagem. No caso dos funcionários, a dívida é do salário de novembro, para quem recebe acima de R$ 1.800, além de dezembro e férias.

O pagamento destes valores foi possível graças ao acerto da renovação do contrato de patrocínio com o banco BMG. O acordo foi estendido até 2023. Com a negociação bem-sucedida, o patrocinador antecipou o pagamento de R$ 5 milhões, utilizado para quitar parte da dívida do clube com salários de jogadores e funcionários.

Pelo novo acerto com o BMG, o Vasco deve embolsar R$ 18 milhões até 2023. Mas esta soma pode aumentar porque a negociação envolve cláusulas de elevação no pagamento caso o clube consiga fazer crescer o número de contas da versão virtual do banco, a partir do engajamento da torcida.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.