Vasco pede escolta da PM para clássico

Com a equipe na zona de rebaixamento e sob ameaça dos torcedores, a diretoria do Vasco solicitou, nesta sexta-feira, à Polícia Militar uma escolta especial para seguir a delegação do Rio até Volta Redonda, cidade onde enfrentará o Flamengo, neste domingo, no estádio da Cidadania. Caso o time perca, a segurança será redobrada. O Vasco treinou nesta sexta em São Januário, mas, conforme foi imposto pelo presidente Eurico Miranda, os jornalistas não puderam assistir ao coletivo tampouco entrevistar jogadores e comissão técnica. A lei do silêncio continua em moda na sede do clube e não tem previsão para acabar. Na noite de quinta-feira, os muros de São Januário foram pichados por torcedores revoltados com Eurico Miranda. Pediam a saída do dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.