Vasco perde benefício por infringir Estatuto do Torcedor

Vasco perde benefício por infringir Estatuto do Torcedor

Um dia após a derrota para o Flamengo por 2 a 1 e a eliminação da Taça Rio, o Vasco sofreu outro revés: o clube não terá direito a qualquer benefício fiscal em âmbito federal por seis meses. A decisão é dos desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2010 | 20h06

A condenação ocorreu por conta de uma ação coletiva proposta pelo Ministério Público Estadual, após o Vasco não cumprir o Estatuto do Torcedor em jogo ocorrido em 17 de maio de 2006, contra o Fluminense.

De acordo com o Ministério Público, o Vasco fez a distribuição de ingressos 48 horas antes da partida, desrespeitando o prazo legal de 72 horas antes do início do jogo.

Além disso, o clube disponibilizou os ingressos em apenas três postos de venda - o estatuto diz que as entradas devem ser vendidas em pelo menos cinco bilheterias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.