Vasco perde por 2 a 0 para o Vitória e define queda à Série B

Com o resultado dos outros jogos, ainda que vencesse, time não escaparia do descenso; torcida protesta

Rafael Bragança - AE, Agencia Estado

07 de dezembro de 2008 | 19h12

O Vasco não conseguiu fazer sua parte para se salvar do rebaixamento neste domingo, em São Januário. Ainda que vencesse não seria suficiente para salvar o time carioca, devido aos triunfos de Atlético-PR e Figueirense na última rodada, a equipe vascaína foi derrotada pelo Vitória por 2 a 0, e terá que disputar a Série B do Campeonato Brasileiro em 2009. Veja também:Renato Gaúcho pede desculpas pela queda do Vasco Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Com o revés, o Vasco terminou o Brasileirão na antepenúltima posição, com 40 pontos, quatro atrás do Náutico, último time a se salvar do rebaixamento. Para o Vitória, o resultado não modificou nada, já que ficou na décima colocação, com 52 pontos, e já estava classificado para a Copa Sul-Americana de 2009.A obrigação pelo resultado fez mal para o Vasco em São Januário. O time carioca começou o jogo muito nervoso, com dificuldade até para trocar passes. Se aproveitando disso, o Vitória foi melhor no início e jogava sem responsabilidade, envolvendo o Vasco no toque de bola.Fábio Motta/AETorcedor vascaíno revoltado com queda da equipe tenta se jogar do alto do estádio em São JanuárioMais na base da vontade, o time carioca tentou equilibrar a partida. Aos oito minutos, Alex Teixeira chutou de fora da área e o goleiro Gléguer encaixou. Logo depois, aos dez, Leandro Domingues levou perigo ao gol do Vasco. O atacante invadiu a área pela direita e chutou cruzado, por sobre a meta de Rafael.Mesmo sem a calma necessária para criar boas chances no ataque, o Vasco começou a controlar mais as ações, o que fez o jogo cair em qualidade. O time carioca tentava manter a posse de bola, e o Vitória ameaça em contra-ataques rápidos, puxados principalmente por Marquinhos. Aos 22 minutos, a torcida vascaína chegou a comemorar o gol em São Januário. Madson tentou o chute de fora da área e pegou mal, mas Edmundo desviou e obrigou Gléguer e defender no reflexo, com os pés. No rebote, Mateus marcou. No entanto, o lance já estava parado pelo impedimento claro de Edmundo. Apenas dois minutos depois, o Vitória abriu o placar, para desespero do Vasco. A marcação frouxa do clube carioca permitiu que a equipe baiana avançasse pela esquerda e Marquinhos recebesse o passe na entrada da área. Com liberdade, ele fez a abertura para Leandro Domingues, que chutou colocado, fazendo 1 a 0.O gol abateu o Vasco, que ficou um bom tempo sem ameaçar o Vitória. Somente aos 39 minutos da etapa inicial, o meia Madson, um dos melhores em campo, arriscou outro arremate de fora da área. O chute saiu com efeito e passou perto da meta baiana.Se no primeiro tempo o Vasco era pouco criativo, a determinação com que a equipe retornou para a segunda etapa resultou em uma forte pressão vascaína. Aos cinco minutos, levantamento na área e Jorge Luiz desviou de leve de cabeça. Leandro Amaral estava logo atrás para cabecear à queima-roupa, mas em cima do goleiro Gléguer, que fez a defesa.Cinco minutos depois, foi a vez de Edmundo receber dentro da área e chutar cruzado para fora. A bola passou perto e o atacante não se conformou com o próprio erro. Aos 15, nova chance do Vasco, quando Madson cobrou falta com perfeição na entrada da área. Gléguer foi buscar e espalmou, salvando o Vitória.Com o passar do tempo, o Vasco perdeu o ímpeto ofensivo do início. O técnico Renato Gaúcho ainda tentou modificar a equipe para buscar a vitória, colocando Leandro Bomfim e Faioli nos lugares de Johnny e Mateus, respectivamente. Em seu primeiro lance, Faioli ainda apareceu bem dentro da área e levou perigo. Mas o time carioca tomaria o golpe de misericórdia pouco depois.Aos 29 minutos da etapa final, o Vitória fez o segundo, praticamente enterrando as chances vascaínas de escapar do rebaixamento à Série B. Além dos outros resultados no Brasileirão não estarem ajudando o clube carioca, a defesa do Vasco deu espaços para que Ricardinho invadisse a área e chutasse cruzado. O goleiro Rafael Carioca defendeu parcialmente, e Adriano marcou no rebote. Logo após o time baiano fazer 2 a 0, a torcida do Vasco começou a deixar São Januário, além de protestar muito. Triste, o meia Pedrinho, no banco de reservas do Vasco, chorava pelo rebaixamento. Ainda antes do fim melancólico da partida no Rio de Janeiro, o goleiro Rafael fez um milagre para evitar o terceiro do Vitória, em cabeçada de Adriano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.