Vasco pode trocar Marques por Edílson

O retorno do atacante Romário ao Vasco ganha mais força. O atacante Edmundo confirmou que recebeu um telefonema do Baixinho momentos antes do início da cirurgia no joelho esquerdo, na noite desta terça-feira. ?Hoje em dia, nosso convívio é mais fácil. Mas a volta dele depende do presidente", afirmou o jogador, quando saía da Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação, na manhã desta quarta-feira. No treino da terça-feira, o atleta sentiu fortes dores no joelho, ao saltar sobre um cone. Um exame de ressonância magnética constatou uma ruptura do menisco. Edmundo ficou feliz com a recepção na porta da clínica e com todo o apoio que vem recebendo desde que foi confirmada a contusão. ?É sempre legal. Estou saindo daqui melhor do que quando entrei", disse o jogador. Ele voltou a dizer que a contusão foi uma fatalidade. ?Vinha sentindo um desconforto há uns 20 dias, mas nada foi constatado nos exames que realizei." O médico do Vasco, Alexandre Campello, reafirmou que Edmundo deve retornar aos gramados em três semanas. ?O joelho está bastante satisfatório e não está muito inflamado. Ele até ficou surpreso em conseguir andar normalmente", disse o doutor. O atacante já iniciou a fisioterapia e está esperançoso em retornar às atividades de campo o mais rápido possível. Nesta quarta-feira surgiu um boato em São Januário de que a diretoria do Cruzeiro estaria interessada na contratação do atacante Marques. Para ter o jogador no Campeonato Brasileiro, os dirigentes mineiros ofereceriam uma troca por Edílson, que rescindiu contrato com o Kashima Reysol (Japão). O técnico do Vasco, Antônio Lopes, negou que a notícia fosse verdadeira. ?Não tem troca nenhuma. O Edílson é um grande jogador, trabalhei com ele na seleção brasileira, mas prefiro o Marques. A não ser que eu possa contar com os dois", afirmou o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.