Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Vasco pressiona o Inter, mas empata a terceira no Brasileirão

Cruzmaltino não consegue bater reservas gaúchos em São Januário

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

23 de maio de 2015 | 20h41

O Vasco finalmente marcou seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro, mas mais uma vez ficou apenas no empate. Jogando no início da noite deste sábado, em São Januário, o time ficou no 1 a 1 com o Internacional. Nilmar marcou para os gaúchos, enquanto Lucas fez o gol vascaíno.

A equipe carioca foi para campo com um time praticamente completo - Marcinho foi a opção no meio campo, na vaga de Douglas Silva. Já o Inter, envolvido com a disputa da Libertadores, foi com um time reserva. O atacante Nilmar, voltando de lesão muscular sofrida ainda na segunda partida da final do Campeonato Gaúcho, foi o único titular.
Talvez por isso, o time carioca dominou praticamente todo o primeiro tempo. A equipe tinha bons avanços pelo lado esquerdo e algumas subidas perigosas pelo setor direito. O problema é que tanto Christianno quanto Madson abusaram dos erros nos cruzamentos. E quando a bola finalmente chegava redonda na área, os finalizadores eram aqueles que pecavam nos arremates.

Ao longo do primeiro tempo, foram três chances claras de abertura de placar para o Vasco. Madson entrou livre na área aos 29 e chutou torto, à direita. Aos 37, Gilberto chutou em curva, à esquerda. Julio dos Santos, aos 38, bateu rasteiro após boa trama do ataque, mas a bola passou rente ao poste direito.

Tantas chances desperdiçadas acabariam custando caro. Porque o Inter, ao mesmo tempo que sofria pressão vascaína, buscava contragolpes. E encaixou um deles, já nos acréscimos. Aos 46, Nilton recebeu lançamento do jovem estreante Lucas Marques pela direita, foi ao fundo e cruzou rasteiro no primeiro pau, onde Nilmar apareceu para desviar e fazer 1 a 0.
Na etapa final, a história se repetiu. Atrás do marcador, o Vasco praticamente alugou metade do campo. Mas, mais uma vez, faltou melhor sorte nas finalizações. Os avanços pelos lados se sucediam, mas o time só conseguia ficar invertendo jogadas e praticamente não finalizava.

A pressão aumentou consideravelmente aos 22, quando Alan Ruschel foi expulso pelo segundo cartão amarelo. Sem outro lateral esquerdo - Geferson se machucara ainda no primeiro tempo -, o time gaúcho ficou vulnerável pelo setor. E foi por lá que o Vasco passou a insistir.
Foi na bola parada, porém, que o Vasco chegou ao empate. Aos 35, Lucas cabeceou após cobrança de escanteio, Muriel afastou e o próprio Lucas chutou para o chão, com força, e a bola entrou no alto, no lado esquerdo da meta.
Nos minutos finais, o Inter finalmente foi ao ataque. Anderson deu uma arrancada de 50 metros e ajeitou para Vitinho, que não conseguiu aproveitar aos 42. O jogo se encerraria mesmo no 1 a 1.
FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 INTERNACIONAL
VASCO - Martín Silva; Madson, Rodrigo, Luan e Christianno; Guiñazu, Serginho (Lucas), Julio dos Santos e Marcinho (Yago); Dagoberto (Thalles) e Gilberto. Técnico - Doriva.
INTERNACIONAL - Muriel; Lucas Marques (Eduardo), Paulão, Réver e Geferson (Taiberson); Nico Freitas, Nilton, Anderson, Alex e Alan Ruschel; Nilmar (Vitinho). Técnico - Diego Aguirre.
GOLS - Nilmar, aos 46 minutos do primeiro tempo; Lucas, aos 35 minutos do segundo tempo.
CARTÃO AMARELO - Nilmar, Alan Ruschel, Vitinho e Taiberson (Inter); Guiñazu, Serginho, Dagoberto, Yago, Rodrigo e Gilberto.
CARTÃO VERMELHO - Alan Ruschel (Inter).
ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).
RENDA - R$ 165.750,00.
PÚBLICO - 4.520 pagantes (5.143 total).
LOCAL - Estádio São Januário, no Rio (RJ).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoInter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.