Vasco quer a terceira vitória consecutiva

A terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro. Este é o principal objetivo do Vasco na partida de amanhã contra o Paraná, às 16h, em São Januário. Mas um jogador sonha com algo mais. O atacante Edmundo vive a expectativa em voltar a marcar um gol. A última vez em que ele pôde comemorar foi em novembro do ano passado quando ainda atuava pelo Verdy Tokio (Japão). Desde que retornou ao Vasco, no início do ano, Edmundo somente atuou em dois jogos por completo e a metade de outro. Em nenhum deles conseguiu assinalar gols. No último, contra o Fortaleza, teve ótima chance, mas a acabou desperdiçando. "Estou ansioso, só que muito mais para ajudar o time do que por uma satisfação pessoal. Esta é chance de ganharmos a terceira partida seguida e subir na tabela", afirmou Edmundo que está com 97 gols em Brasileiros. O jogador, porém, disse que ainda não pensa em alcançar o centésimo gol. "Eles vão acontecer naturalmente. Nem adianta forçar." O técnico Antônio Lopes fará apenas uma modificação em relação à equipe que derrotou o Fortaleza, na última rodada, por 1 a 0. O lateral-esquerdo Edinho substitui Wellington Monteiro. O jogador ganhará mais uma chance e promete não decepcionar. "Estava angustiado para voltar logo ao time e espero não sair mais", afirmou o atleta, que não atuava desde a partida contra a Ponte Preta, no dia 24 de maio. Reforço - O meia Beto, por sua vez, terá que esperar mais um pouco antes de estrear com a camisa do Vasco. A diretoria já enviou o pagamento - R$ 310 mil - ao Consadole Sapporo (Japão), mas o documento de liberação só deve chegar ao Brasil no domingo à noite ou na segunda-feira pela manhã. Lopes pretendia escalá-lo na partida contra o Internacional, no dia 9 de julho, mas como não haverá tempo hábil para inscrevê-lo no Departamento de Registos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ele teve sua estréia adiada para o dia 12, contra o Paysandu.

Agencia Estado,

04 de julho de 2003 | 19h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.