Vasco quer mostrar evolução no Rio

O Vasco quer mostrar neste domingo, às 16 horas, contra o Atlético-MG, em São Januário, que a seqüência de duas vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro não foi obtida à toa. Pelo contrário. É fruto de trabalho, empenho e dedicação dos jogadores, sem afastar também o mérito do técnico Renato Gaúcho, que desde que assumiu o cargo acumulou quatro triunfos e três derrotas."Quero que a torcida nos apoie. Enfrentar o Atlético-MG, que não vive uma situação cômoda, não vai ser fácil e é o típico jogo de seis pontos. Temos que vencer", declarou o treinador, que terá o retorno do atacante Romário, poupado do último confronto.A evolução do Vasco, dentro de campo, é ressaltada e comemorada por todos em São Januário. O fato de não ter sofrido gols pela primeira vez no Brasileiro, no meio de semana, no jogo contra o Paysandu, amenizou um pouco a pressão sobre os defensores. Mesmo assim, a zaga cruzmaltina ainda é a mais vazada do campeonato - sofreu 45 gols em 19 rodadas, média de 2 3 por jogo.Apesar da empolgação pela boa fase, ninguém em São Januário ousa cantar vitória antes do tempo. O discurso é de respeito ao Atlético-MG e de manter os pés no chão. "Vivo a melhor fase da minha carreira. Com a chegada do Renato Gaúcho, o astral da equipe mudou e, além disso, todos estão mais confiantes", afirmou Alex Dias, artilheiro do Brasileiro, ao lado do Fred, com 12 gols.Para um jogador em especial, o jogo contra o Atlético-MG não é apenas mais um na carreira. O volante Ygor, revelado nas categorias de base do clube, vai comemorar hoje a centésima partida vestindo a camisa cruzmaltina. "É uma data importante e espero ajudar o Vasco a conquistar os três pontos", declarou Ygor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.