Vasco quer reencontrar a tranqüilidade

Manter a concentração, buscar o ataque e não desperdiçar pontos em casa. Essas foram as principais recomendações do técnico Joel Santana para o elenco do Vasco no confronto contra o Figueirense, às 20h30, no Estádio de São Januário. O treinador vai manter a base do time que derrotou o Internacional, na última rodada, para facilitar o entrosamento dentro de campo. Apenas Gomes, suspenso, cederá lugar a Thiago Maciel. Uma vitória neste jogo, segundo Joel Santana, dará uma tranqüilidade suficiente para a equipe treinar mais a parte técnica e tática durante a próxima semana - ficará 10 dias sem jogos devido aso jogos da Seleção pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006. "E também o grupo se afastaria um pouco mais da área de rebaixamento, o que diminuiria a pressão", declarou o treinador, referindo-se à má colocação do Vasco na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro - ocupa o 16º lugar, com 39 pontos em 34 jogos.O retrospecto dos confrontos entre as duas agremiações na história do Brasileiro é favorável à equipe carioca: nunca perdeu. Nos onze jogos, venceu cinco e empatou seis. Esses dados parecem não entusiasmar Joel Santana, que alertou o elenco sobre a qualidade técnica do adversário.Citou, inclusive, o bom desempenho do Figueirense no primeiro turno do Nacional, quando chegou a ocupar as primeiras colocações. "É uma boa equipe, com bons valores. Não é à toa que fez boa campanha no início do campeonato", afirmou Joel Santana. O atacante Anderson, revelado nas categorias de base do Vasco, concordou com as palavras do treinador. Ele, ao lado de Muriqui, é a principal esperança de gol do Vasco. "Quero voltar a marcar e ajudar o clube. Jogar contra o Figueirense é sempre difícil. Respeito a qualidade do adversário, mas, em casa, temos que vencer", frisou Anderson.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.