Vasco quer se recuperar de tropeço contra o Cruzeiro

Depois do tropeço contra o Atlético Goianiense, quando tinha oportunidade de abrir três pontos de vantagem na liderança do Campeonato Brasileiro, o Vasco entra em campo contra o Cruzeiro, neste domingo, às 16 horas, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), pela 26.ª rodada, com as atenções divididas entre a sua própria partida e o duelo entre Botafogo e São Paulo, disputado no mesmo horário, no Rio de Janeiro.

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2011 | 09h07

Um empate entre os seus perseguidores dá nova chance ao clube de São Januário de abrir frente no topo, enquanto que uma derrota vascaína significará a perda da liderança com qualquer resultado do jogo entre alvinegros e tricolores. Isso sem falar do jogo do Corinthians contra o Bahia, em São Paulo.

Na avaliação do técnico interino Cristóvão Borges, os jogadores se sentiram pressionados em demasia contra os goianos e se deixaram levar pelo estádio lotado, o que levou o time a jogar sem paciência e de forma desordenada. Ele não quer que isso se repita. "Existe uma vontade grande de vencer e isso fica na cabeça dos jogadores. Nesses casos é normal acontecer certa precipitação, mas nada que comprometa o trabalho. Vamos apontar os problemas e continuar trabalhando para melhorar", disse Borges, que tem problemas para armar o time.

Eder Luís sentiu fisgada na coxa esquerda e foi vetado para o confronto. Fagner, com um trauma no quadril, deve estar apto para o duelo. No lugar do atacante, os problemas são mais sérios. Bernardo também é desfalque, uma vez que tem vínculo contratual com o Cruzeiro e o acerto de empréstimo com o Vasco o impede de atuar contra o clube mineiro. Dessa forma, Leandro é a escolha mais natural.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.