Rafael Ribeiro/ Vasco
Rafael Ribeiro/ Vasco

Vasco recebe o Coritiba para abrir distância da zona de rebaixamento

Em dois jogos sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, equipe cruz-maltina acumula uma vitória e um empate

Redação, Estadão Conteúdo

16 de janeiro de 2021 | 13h37

Depois de sofrer um bom tempo entre os piores do Brasileirão, o Vasco passou as duas últimas rodadas fora da temida zona de rebaixamento. Neste sábado, às 21 horas, a equipe carioca recebe o Coritiba, em São Januário, buscando abrir distância do grupo da degola e não admite um tropeço diante do lanterna. Uma vitória significa o provisório 12.° lugar, com seis pontos de vantagem.

O técnico Vanderlei Luxemburgo terá o meia Benítez à disposição. O argentino renovou o contrato até junho e está liberado pelo BID. Deve ficar como opção para o decorrer do jogo por causa do tempo inativo. Mas é um retorno festejado.

Ele forma boa parceria com o artilheiro Cano, distribuindo assistências ao amigo, e promete ajudar muito o compatriota a terminar no topo de goleadores do Brasileirão. São 11 gols, diante dos 16 de Thiago Galhardo, do Internacional.

Empolgado após dois jogos seguidos sem sofrer gols, sendo o último com imponente 3 a 0 sobre o Botafogo, os vascaínos querem repetir a boa atuação do clássico para começar a sonhar com vaga na Copa Sul-Americana e esquecer de vez o risco de queda.

Para unir ainda mais o grupo e estreitar laços de amizade, Luxemburgo promoveu um jantar com elenco, familiares, direção e funcionários do clube na quinta-feira. O encontro também teve a participação do presidente, Alexandre Campello, do presidente eleito, Jorge Salgado, e do novo diretor, Alexandre Pássaro. O treinador arcou com toda a despesa.

Para continuar sua caminhada de recuperação na tabela, o Vasco terá de quebrar um pequeno tabu diante dos paranaenses. São cinco jogos sem triunfo. O último ocorreu em 2013. A confiança do time e da torcida é que a marca seja quebrada em grande estilo neste sábado à noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.