Carlos Gregório Júnior/Divulgação
Carlos Gregório Júnior/Divulgação

Vasco supera a má pontaria e ganha do Cabofriense na estreia

Com gols de Bernardo e Marcinho, time cruzmaltino ganha em Macaé e começa bem nesta temporada do Campeonato Carioca

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

01 de fevereiro de 2015 | 19h05

Apesar da falta de pontaria, o Vasco começou bem a disputa do Campeonato Carioca. Jogando em Macaé na tarde deste domingo, a equipe do técnico Doriva estreou na competição batendo a Cabofriense por 2 a 0, em gols marcados por Bernardo e Marcinho.

O time vascaíno foi melhor que o adversário durante a maior parte do tempo. Eficiente no meio campo e usando as alas para ir ao ataque, especialmente com Christiano pelo lado esquerdo, o Vasco teve o controle de jogo na etapa inicial. Ganhou na posse de bola e finalizou muito mais do que o oponente.

O problema é que as finalizações foram deficientes. Único jogador de frente, Rafael Silva teve dificuldades em penetrar na grande área e levou pouco perigo. Vindo de trás, Bernardo arriscou alguns chutes, mas nenhum que desse muito trabalho ao goleiro Luis Cetín.

Na etapa final o Vasco voltou pressionando. Os alas seguiram indo à linha de fundo, ora pela esquerda com Christiano, ora pela direita com Madson. Aos 7 minutos, o lateral-direito fez boa jogada e deu passe rasteiro no lado oposto para Bernardo, que dessa vez chutou forte, seco, e colocou no canto direito de Luís Cetín, abrindo o marcador.

Com o gol, o técnico Alfredo Sampaio decidiu mexer no time. Ele sacou Everton e Jones e colocou Gilcimar e Kaká Mendes, abrindo mais a Cabofriense. O time, enfim, cresceu no jogo, passando a atacar com alguma insistência, quase sempre pelo lado direito.

Em vantagem no marcador, o Vasco aproveitou para explorar contra-ataques. Bernardo e Jhon Cley tiveram chances de ampliar, mas seus chutes acabaram indo para fora. Coube a Marcinho, em chute da entrada da área que desviou no caminho, fazer 2 a 0 aos 45 e fechar o placar.

FICHA TÉCNICA:

CABOFRIENSE 0 X 2 VASCO

CABOFRIENSE - Luis Cetín; Amaral (Têti), Victor Silva, Mário Luis e Leandro; Everton (Gilcimar), Lenon, Hiroshi e Jones (Kaká Mendes); Arthur Faria e Fabrício Carvalho. Técnico - Alfredo Sampaio.

VASCO - Martín Silva; Madson (Jean Patrick), Luan, Rodrigo e Christiano; Serginho, Lucas, Montoya (Yago), Marcinho e Bernardo (Jhon Cley); Rafael Silva. Técnico - Doriva.

GOLS - Bernardo, aos 7, e Marcinho, aos 45 do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães.

CARTÃO AMARELO - Hiroshi.

RENDA - R$ 93.620,00.

PÚBLICO - 4.401 pagantes (4.982 presentes).

LOCAL - Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.