Divulgação
Divulgação

Vasco supera o Flamengo e deixa a lanterna do Brasileirão

Baixo nível técnico correspondeu a posição das equipes na tabela

FÁBIO GRELLET, Estadão Conteúdo

28 de junho de 2015 | 20h56

Na estreia do técnico Celso Roth, o Vasco conseguiu vencer o Flamengo na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), por 1 a 0, num jogo cuja falta de qualidade técnica demonstra por que os dois clubes estão na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A vitória fez o Vasco, agora com 6 pontos, deixar a última posição do campeonato, ocupada pelo Joinville, com 4. Mas não livrou o time da situação incômoda: está em 19º lugar. Com 7 pontos, o Flamengo está em 17º.

Dois índices definem bem o primeiro tempo do clássico deste domingo: muitos passes errados (19 do Flamengo e 17 do Vasco) e poucas finalizações (1 do Flamengo e 3 do Vasco). Numa das raras jogadas bem trabalhadas, aos 15 minutos, o vascaíno Madson se livrou da marcação de Anderson Pico, foi à linha de fundo pela direita e cruzou para Riascos cabecear sem chances para o goleiro César.

Por conta desse e de outros lances em que errou, Pico foi vaiado já a partir da metade do primeiro tempo, mas disse não ter se abalado. "Estar no Flamengo é assim, é uma torcida diferente, a cobrança sempre vai ser maior. Pela colocação em que a gente está, tem que dar um pouco mais", afirmou ao fim da primeira etapa.

Ele não voltou para o segundo tempo, substituído por Alan Patrick. Everton assumiu a lateral esquerda e Alan Patrick compôs o meio-campo. No segundo tempo o Flamengo melhorou e levou perigo ao gol vascaíno, mas a qualidade do jogo permaneceu ruim. Dos 7 aos 34 minutos não houve uma finalização sequer dos dois times. Nesse momento o flamenguista Alan Patrick recebeu de Wallace e chutou, mas Charles fez uma bela defesa à queima-roupa.

O lance deu uma injeção de ânimo nos flamenguistas, que começaram uma intensa pressão, mas ela não se transformou em gols. O jogo terminou com vitória vascaína - no Brasileirão, o time de São Januário não batia o Flamengo desde 2006.

Os números do segundo tempo indicam a melhora do Flamengo, mas o jogo continuou muito ruim: foram quatro finalizações rubro-negras e só uma do Vasco - aos 49 minutos, quando Anderson Salles chutou tão alto que a bola foi parar na torcida flamenguista.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 0 FLAMENGO

VASCO - Charles; Madson, Rodrigo, Anderson Salles e Christianno; Guiñazu, Serginho, Julio César e Jhon Cley (Rafael Silva); Riascos (Thalles) e Gilberto (Lucas). Técnico: Celso Roth.

FLAMENGO -  César; Luiz Antonio, Wallace, Samir e Anderson Pico (Alan Patrick); Jonas, Márcio Araújo e Canteros; Everton (Paulinho), Eduardo da Silva (Marcelo Cirino) e Emerson. Técnico: Cristóvão Bastos.

GOL - Riascos, aos 15 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Heber Roberto Lopes (SC)

CARTÃO AMARELO - Charles, Madson, Serginho e Jhon Cley (Vasco).

RENDA - 1.154.950,00

PÚBLICO - 16.602 pessoas (14.010 pagantes).

LOCAL - Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.