Vasco surpreende Goiás e faz 4 a 2 no Serra Dourada

O Vasco surpreendeu o Goiás no Estádio Serra Dourada, nesta quarta-feira, e derrotou a equipe da casa por 4 a 2, na abertura da 31ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o time carioca deixou a lanterna provisoriamente, na 18ª posição, com 30 pontos. O clube goiano é o nono colocado, com 45.Enfrentando um time recuado, com quase todos os 11 jogadores no campo de defesa, o Goiás dominou com facilidade o início do primeiro tempo do jogo. Tímido, o Vasco foi mais sólido na defesa, aguardando um contra-ataque para surpreender os donos da casa. Enquanto isso, os goianos detinham 60% da posse de bola.Tal domínio, no entanto, não se refletiu em gols. O Goiás "cozinhava" o Vasco, fazendo pressão e esperando o momento certo para abrir o placar, com jogadas pela direita com Paulo Baier e o apoio do lateral Vitor.Do outro lado, o Vasco não apresentava comando no meio-de-campo. As poucas tentativas ofensivas se resumiam a lançamentos em profundidade direto da zaga, sem qualquer objetividade, buscando Edmundo e Alex Teixeira. Apática em campo, a defesa goiana acabou menosprezando os ataques vascaínos. Aos 20 minutos, a zaga bobeou e Mateus aproveitou a oportunidade. Ele entrou com facilidade pela direita e finalizou da entrada da área. O goleiro Harlei espalmou, Edmundo pegou de primeira e não desperdiçou a primeira boa chance do Vasco na partida para colocar os cariocas na frente. Apesar do gol, o Goiás manteve o ritmo lento no meio-campo e não demorou a ver outra falha da defesa. Aos 28, foi a vez de Alex Teixeira aproveitar a falha adversária. O atacante recebeu lançamento vindo de cobrança de lateral, avançou pela direita, driblou o zagueiro e chutou cruzado no canto direito do goleiro: 2 a 0. "Temos que ajustar a marcação. Não podemos deixar o Edmundo ter aquela liberdade", vociferou o técnico Hélio dos Anjos, ao sair para o vestiário no intervalo. Antes do apito para o fim do primeiro tempo, o Goiás descontou após marcação de pênalti. Valmir derrubou Iarley na área e, na cobrança, Paulo Baier chutou forte no meio do gol para diminuir. Depois do susto no primeiro tempo, o Goiás voltou mais ofensivo para a segunda etapa. E não demorou para transformar o ímpeto dentro de campo em gols no placar. Logo aos 9 minutos, Iarley aproveitou cruzamento de Vitor e finalizou forte, quase dentro da pequena área, para igualar a partida. Foi o 12.º gol do atacante, artilheiro da equipe na competição.O empate não intimidou o Vasco, que voltou a jogar no contra-ataque. Três minutos depois do segundo gol do Goiás, Madson recebeu livre na direita, na entrada da área, chutou cruzado e ainda contou com um desvio do zagueiro para mandar entre as pernas de Harlei e colocar o Vasco novamente na frente do placar. Sem dificuldade para penetrar na defesa goiana, o Vasco passou a gostar do jogo, com mais segurança no meio-de-campo e maior posse de bola. Em rápida jogada dentro da área adversária, Edmundo foi agarrado por Paulo Henrique e o árbitro Leonardo Gaciba não hesitou em marcar o segundo pênalti do jogo. O próprio atacante cobrou no ângulo direito do gol, sem chance para Harlei, aos 17. Os gols do Vasco deixaram o jogo mais disputado, exigindo maior movimentação do Goiás, que continuava a demonstrar fragilidade na defesa. No ataque, apresentava a mesma falta de criatividade, com insistentes jogadas pela direita, lançando mão do lateral e de Paulo Baier, sem sucesso. Como conseqüência, o time carioca não teve problemas em segurar o resultado.Na próxima rodada, o Goiás enfrentará o Palmeiras, no Palestra Itália, na quarta-feira, dia 29. Na quinta-feira, o Vasco vai receber o Atlético Paranaense, em São Januário.Ficha técnica:Goiás 2 x 4 Vasco Goiás - Harlei; Ernando, Henrique e Paulo Henrique; Vitor, Fahel (Ramalho), Fernando, Júlio César (Thiago Feltri), Paulo Baier; Anderson Gomes (Adriano Gabiru) e Iarley. Técnico: Hélio dos Anjos.Vasco - Rafael; Jorge Luiz, Fernando e Eduardo Luiz; Baiano (Wagner Diniz), Jonílson, Mateus (Leandro Bomfim), Madson e Valmir; Alex Teixeira (Pedrinho) e Edmundo. Técnico: Renato Gaúcho.Gols - Edmundo, aos 20, Alex Teixeira, aos 28, e Paulo Baier (pênalti), aos 32 minutos do primeiro tempo. Iarley, aos 9, Madson, aos 12, Edmundo (pênalti), aos 17 minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Paulo Henrique, Paulo Baier, Júlio César (Goiás); Alex Teixeira (Vasco).Árbitro - Leonardo Gaciba da Silva (Fifa-RS).Renda - R$ 118.810,00.Público - 7.984 pagantes.Local - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.