Vítor Silva/ Botafogo FR
Vítor Silva/ Botafogo FR

Vasco tenta se distanciar da degola, e Botafogo joga últimas fichas contra queda

Equipe cruz-maltina vem de empate com o Atlético Goianiense, na reestreia de Vanderlei Luxemburgo; time de General Severiano acumula duas derrotas consecutivas

Fabio Hecico, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2021 | 15h23

O Vasco deixou a zona de rebaixamento do Brasileirão na quinta-feira, após oito rodadas. Superou o Bahia em um ponto. Neste domingo, às 20h30, em São Januário, o time buscará o primeiro triunfo na volta de Vanderlei Luxemburgo ao clube, no clássico diante do Botafogo, para se distanciar da degola. Os visitantes jogam as últimas fichas para ressurgirem na luta pelo descenso.

Luxemburgo assumiu o Vasco no empate com o Atlético-GO, na rodada passada. No confronto, viu seu time perder muitos gols, mas também passar sufoco nos minutos finais. Acabou festejando o 0 a 0.

Desta vez, no primeiro duelo em São Januário, não admite tropeços como no mata-mata da Copa do Brasil. O Botafogo eliminou o Vasco e não sofreu nenhum gol. A ordem é não ressuscitar o oponente.

O primeiro "Clássico da Amizade" de 2021 chega com clima nada amigável. Ambos não figuram em situações confortáveis na tabela e precisam ganhar para "respirar". O Vasco promete atacar e aposta no artilheiro Cano, enquanto os botafoguenses ainda sonham em se manter na elite, apesar de não "acharem" o caminho das vitórias.

Luxemburgo resgatou Yago Pikachu e gostou da dobradinha com Léo Matos pela direita. Deve manter a dupla, deixando Carlinhos na reserva. Em breve, o titular da armação das jogadas será Benitez, com contrato de empréstimo renovado por mais seis meses.

Depois de péssima apresentação diante do Athletico-PR, com derrota em casa por 2 a 0, o técnico Eduardo Barroca mais uma vez vai mudar a equipe. Não apenas pelas suspensões de Marcelo Benevenuto, Caio Alexandre e Babi, mas também pela fraca apresentação.

O marfinense Kalou deve voltar para a reserva ao não aproveitar a chance ao lado de Pedro Raul. Warley também não está garantido. Rhuan e Lecaros, respectivamente, devem ser os novos titulares. Na vaga dos suspensos, Rafael Forster entra na defesa e Cícero será o segundo volante.

O Botafogo precisa de três vitórias para deixar a zona de rebaixamento, desde que os principais rivais ainda tropecem. Com quase 90% de risco de queda, se apega às mínimas chances para ainda falar em se reerguer. Barroca apela à psicologia para resgatar o ânimo do time. Ganhar um clássico seria uma boa chance para a confiança voltar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.