Vasco vence bem o Avaí em Florianópolis e vai à final

Com ótima atuação, uma das melhores no ano, o Vasco derrotou nesta quarta-feira o Avaí, por 2 a 0, na Ressacada, e conseguiu a classificação para a decisão da Copa do Brasil, título que ainda não conquistou em sua história. Na final, a equipe carioca vai enfrentar o Coritiba, nas duas próximas quartas-feiras. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) vai sortear na quinta os mandos de campo.

AE, Agência Estado

26 Maio 2011 | 00h05

O Vasco fez um primeiro tempo irrepreensível, daqueles que deixam o torcedor confiante em gritar "é campeão". Estádio lotado, torcida fazendo pressão, o Avaí motivado; nada disso atrapalhou o time cruzmaltino, que começou o jogo da melhor maneira possível. Ou seja, com gol. Após cobrança de falta de Felipe, aos 3 minutos, o zagueiro Revson tentou cortar e marcou contra - o defensor também havia marcado para o lado errado na partida de ida contra o São Paulo.

A equipe carioca não diminuiu o ritmo. Na verdade, controlou a partida e obrigou o goleiro Renan a trabalhar bastante. De tanto insistir, fez o segundo. Aos 34 minutos, após contra-ataque, o atacante Alecsandro deu belo passe na área para Diego Souza finalizar com categoria, encobrindo o goleiro e silenciando o estádio.

Antes do intervalo, o Avaí acertou a trave, num chute do lateral-esquerdo Julinho. "Não acabou nada. Já vi muito coisa no futebol. Mas estamos nos postando como time grande", disse Diego Souza, relevando em seguida um sonho: "Quero voltar à seleção brasileira".

Com os 2 a 0 no placar, levando-se em consideração que houve empate por 1 a 1 no confronto de ida, em São Januário, o Avaí tinha de virar a partida para seguir vivo na competição.

Mas não teve força nem futebol diante de um Vasco inspiradíssimo. A vitória por 2 a 0 ficou até de bom tamanho para a equipe da casa.

FICHA TÉCNICA:

Avaí 2 x 0 Vasco

Vasco - Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon (Márcio Careca); Rômulo, Eduardo Costa, Felipe (Jumar) e Diego Souza; Eder Luís (Bernardo) e Alecsandro. Técnico - Ricardo Gomes.

Avaí - Renan; Cássio, Revson e Gustavo Bastos; Romano (Robinho), Acleisson (Rafael Coelho), Marcinho Guerreiro, Marquinhos e Julinho; Marquinhos Gabriel (Estrada) e William. Técnico - Silas.

Gols - Revson (contra), aos 3, e Diego Souza, aos 34 minutos do primeiro tempo.

Árbitro - Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS).

Cartões amarelos - Marcinho Guerreiro, Ramon e Acleisson.

Renda - R$297.930,00.

Público total - 16.920 torcedores.

Local - Estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Mais conteúdo sobre:
futebolVascoAvaíCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.