Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br
Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br

Vasco vence CSA por 3 a 0 em Maceió, quebra jejum e reduz chances de rebaixamento

Equipe de Vanderlei Luxemburgo chega a 42 pontos e fica mais distante da zona de rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2019 | 21h49

Após um jejum de quatro jogos, o Vasco enfim conseguiu voltar a vencer para diminuir um pouco mais as chances de rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Jogando no Estádio Rei Pelé, pela 32.ª rodada, o time carioca bateu o CSA por 3 a 0. Raul, Oswaldo Henríquez e Carlinhos (contra) fizeram os gols da vitória.

Com o resultado, o Vasco chega aos 42 pontos e abre nove de vantagem para o Botafogo, que é o primeiro time dentro da degola, com 33, faltando seis rodadas para o fim da competição. Já o CSA conheceu a terceira derrota seguida e segue na zona de rebaixamento, com apenas 29 pontos. Ao todo, em 32 rodadas, o time alagoano venceu apenas sete vezes.

Jogando em casa, o CSA começou fazendo pressão na área adversária e logo no primeiro minuto, Apodi teve uma grande chance de abrir o placar. O lateral-direito apareceu na área e completou de cabeça um cruzamento de Carlinhos, mas a bola pegou muita força e saiu por cima do travessão do gol defendido por Fernando Miguel.

Mas, não demorou para o Vasco responder à altura. Aos sete, Felipe Ferreira cobrou falta com precisão e obrigou o goleiro João Carlos a se esticar todo para fazer a defesa. Ribamar pegou o rebote e chutou para fora.

A partida seguiu movimentada e Fernando Miguel foi obrigado a trabalhar mais uma vez para salvar o Vasco. Aos nove minutos, Ricardo Bueno encontrou Euller livre na área, que cortou para a perna esquerda e bateu firme, mas o goleiro do Vasco conseguiu espalmar para fora. Depois disso, o ritmo do duelo caiu um pouco.

O placar só foi sair do zero aos 25 minutos, quando Raul recebeu um passe açucarado da direita, invadiu a área, deu uma caneta em Luciano Castán e chutou forte na saída do goleiro do CSA, que nada pode fazer e só olhou a bola entrar. Os donos da casa ficaram próximos do empate aos 33. Carlinhos cobrou escanteio na área, Ricardo Bueno escorou de cabeça, mas Dawhan cabeceou para fora. Nos minutos finais, ambos os times seguiram em cima, mas o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória parcial do Vasco.

O início do segundo tempo começou bastante movimentado. Atrás no placar, o CSA abusou das jogadas de Apodi pelo lado esquerdo em busca do empate. Com mais espaço no setor ofensivo, porém, o Vasco aproveitou para ampliar a vantagem e marcou o segundo gol. Aos 21 minutos, Danilo Barcelos cobrou escanteio e Osvaldo Henríquez subiu mais alto que os zagueiros para testar firme para o fundo das redes, sem chances para o goleiro João Carlos.

A partir daí, o duelo voltou a ficar equilibrado no meio-campo, mas ainda deu tempo do Vasco fazer mais um gol. Aos 35 minutos, Rossi cruzou na área, Raul tocou para o meio, e o lateral-esquerdo do CSA foi tentar afastar o perigo, mas acabou empurrando contra a sua própria meta.

Nos minutos finais, o árbitro ainda analisou um lance de pênalti dos lados do time alagoano, mas como foi fora da área, ele marcou apenas falta. Até por conta disso, o duelo terminou mesmo com a vitória do time visitante por 3 a 0.

Os dois times voltam a campo no próximo final de semana para a disputa da 33.ª rodada do Brasileiro. No domingo, o CSA visita o Fortaleza, na Arena Castelão, às 19h. Já na segunda-feira, o Vasco recebe o Goiás, às 19h30, em São Januário.


FICHA TÉCNICA

CSA 0 X 3 VASCO

CSA - João Carlos; Dawhan (Alisson Safira), Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; João Vitor, Jean Cléber (Alecssandro), Apodi, Jonatan Gomez e Euller (Warley); Ricardo Bueno. Técnico: Argel Fucks.

VASCO - Fernando Miguel; Yago Pikachu, Osvaldo Henríquez, Ricardo (Werley) e Danilo Barcelos; Richard, Raul e Marcos Júnior (Marquinho); Rossi, Ribamar e Felipe Ferreira (Fred Guarín). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Raul, aos 25 minutos do primeiro tempo; Oswaldo Henríques, aos 21, e Carlinhos (contra), aos 35 do segundo.

ÁRBITRO - Rodrigo Dalonso Ferreira (SC).

CARTÕES AMARELOS - Dawhan e Jonathan Gomez (CSA); Fernando Miguel (Vasco).

CARTÃO VERMELHO - Jonathan Gomez (CSA).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.