Vasco vence e mantém liderança do Grupo B da Taça Rio

Time vascaíno conta com gol até do goleiro Tiago para ficar perto da classificação às semifinais

Sílvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

16 de março de 2008 | 18h46

O Vasco venceu mais um jogo com facilidade na Taça Rio. Desta vez, a vítima foi o Cardoso Moreira, goleado por 4 a 1 e cada vez mais próximo do rebaixamento no Campeonato Carioca. O Vasco manteve assim o índice de 100% de aproveitamento no segundo turno da competição, com quatro vitórias em quatro partidas. No próximo fim de semana, o time vai enfrentar o Fluminense.O público não compareceu em grande número na tarde deste domingo em São Januário, talvez já convicto de que o jogo com o Cardoso Moreira não passasse de um ‘treino de luxo’. A vitória começou a se desenhar logo aos 9 minutos, num pênalti sofrido por Wagner Diniz e que Edmundo converteu. Não demorou muito para Alan Kardec, de cabeça, ampliar e praticamente decidir o jogo.Com a vantagem de 2 a 0 em apenas 15 minutos, o Vasco passou a tocar a bola em demasia e pareceu perder o interesse no confronto. Com isso, deu espaços ao time visitante, que por duas vezes assustou o goleiro Tiago ainda no primeiro tempo. Vasco4Tiago; Wagner Diniz, Eduardo, Jorge Luiz e Edu; Jonilson    , Leandro Bonfim      (Beto), Morais e Alex Teixeira (Jean); Edmundo     e Alan Kardec (Bruno Gallo)Técnico: Alfredo Sampaio Cardoso Moreira1Zé Romário; Caboclo, Thiago Campos     e Francis     ; Neném, Índio, Henrique (Eliomar), Gugu (Célio Júnior), Wallace     e William (Jhonnattann); e Vagner CariocaTécnico: Duílio Dias JúniorGols: Edmundo, aos 9, e Alan Kardec, aos 14 minutos do primeiro tempo; Vagner Carioca, aos 20, Tiago, aos 26, e Beto, aos 28 do 2º.Árbitro: Alex Borges PedroRenda: não disponívelPúblico: não disponívelEstádio: São Januário, Rio de JaneiroDepois do intervalo, a partida continuou em ritmo lento até que Vagner Carioca, de cabeça, fez o gol de honra para o Cardoso. O lance acordou o Vasco, que voltaria a marcar seis minutos depois, em outro pênalti, também sobre Wagner Diniz. Só que o árbitro errou, pois a falta sofrida pelo lateral foi fora da área.A torcida pediu aos gritos que o goleiro Tiago fosse o autor da cobrança e Edmundo, num raro gesto de gentileza, entregou a bola ao número 1 do Vasco. Tiago, com direito a paradinha, deslocou o goleiro adversário e ampliou.O gol mais bonito surgiria dos pés de Beto, que voltava ao time após um longo período fora de atividade. Ele arrancou desde a intermediária, driblou Índio e Henrique e chutou rasteiro, sem defesa para Zé Romário. Vasco 4 a 1, com sobras.

Tudo o que sabemos sobre:
Estadual do RioVasco da Gama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.