Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Vasco vence Madureira e encaminha classificação às semifinais da Taça Rio

Técnico Zé Ricardo aprova atuação da equipe, que agora concentra forças para a Libertadores

Ricardo Magatti, especial para a AE, Estadão Conteúdo

10 Março 2018 | 18h06

Após empatar sem gols com o Fluminense na última quarta-feira, o Vasco reencontrou o caminho da vitória neste sábado. Com um time misto, a equipe cruzmaltina derrotou o Madureira por 3 a 1, em Moça Bonita, pela quinta rodada da Taça Rio, equivalente ao segundo turno do Campeonato Carioca.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Leia mais notícias sobre o Vasco

+ Confira a tabela de classificação da Taça Rio

Com três gols de jogadores do ataque, o desempenho ofensivo do Vasco agradou ao técnico Zé Ricardo. Especialmente o do jovem Evander, que contou com colaboração do goleiro Jonathan para abrir o placar e foi o principal destaque da partida, com agilidade e maestria nos passes. O segundo foi marcado por Andrés Rios, de pênalti, e o último saiu dos pés de Rildo, na etapa final. Igor Catatau descontou para o Madureira.

O triunfo em Moça Bonita levou o Vasco aos dez pontos no Grupo B. Diferentemente do que aconteceu na Taça Guanabara, quando caiu na fase de grupos, o time está bem nesta fase do Estadual, com três vitórias, um empate e uma derrota, e perto de encaminhar sua classificação às semifinais. A vaga na próxima fase poderá vir já neste domingo, caso a Cabofriense perca para a Portuguesa.

O Madureira faz campanha distinta e segue seu calvário na Taça Rio. Ainda não venceu, tem apenas dois pontos e, por isso, amarga a lanterna do Grupo C, que tem o Fluminense na liderança.

O JOGO

O Vasco não precisou fazer a melhor de suas partidas no ano para derrotar o Madureira. Diante de um adversário frágil, levou alguns sustos, mas controlou a maior parte da partida, com maior volume de jogo e mais finalizações. Chegou ao primeiro gol aos 15 minutos, com Evander, que contou com a falha do goleiro Jonathan, que espalmou o seu chute para dentro do gol.

Os donos da casa até dificultaram as ações vascaínas com marcação forte, mas os erros individuais acabaram dificultando a vida da equipe. Em mais um deles, Edmário colocou a mão na bola dentro da área para não deixar Andrés Rios livre. O próprio argentino foi para a cobrança do pênalti e ampliou a vantagem aos 32 minutos.

No início do segundo tempo, o esforço do Madureira foi premiado com gol. Igor Catatau foi o autor do tento, que, àquela altura, indicou que poderia equilibrar a partida. Ledo engano. Rildo fez o terceiro quatro minutos após o Vasco sofrer o gol e deixou o time cruzmaltino confortável na partida.

Nos minutos que restaram, o Vasco administrou a vantagem com tranquilidade e ficou perto de tornar o placar uma goleada ao perder boas oportunidades. Evander, melhor em campo e responsável pelas articulações, fez mais um no final, que seria um golaço, mas estava impedido.

Agora, então, o Vasco se concentra na sua estreia na fase de grupos da Copa Libertadores, na terça-feira, quando o time vai receber a Universidad de Chile em São Januário.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 X 1 MADUREIRA

VASCO - Gabriel Félix; Rafael Galhardo (Luiz Gustavo), Werley, Ricardo e Fabrício; Desábato, Andrey, Rildo (Caio Monteiro), Evander e Paulinho; Andrés Rios (Paulo Vitor). Técnico: Zé Ricardo.

MADUREIRA - Jonathan; Henrique, João Carlos, Edmário (Thiago Medeiros) e Ramon (Derek); William, Rezende, Luciano Naninho (Júlio César) e Rafinha; Igor Catatau e João Carlos. Técnico: Gilberto Corôa.

GOLS - Evander, aos 15, e Andrés Rios, aos 32 minutos do primeiro tempo. Igor Catatau, aos cinco, e Rildo, aos nove minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Mauricio Machado Coelho Junior.

CARTÕES AMARELOS - Andrés Rios (Vasco); William e Rafinha (Madureira).

RENDA - R$ R$ 43.520,00.

PÚBLICO - 3.316 torcedores (1.857 pagantes).

LOCAL - Estádio de Moça Bonita, no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.