Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Vasco vence o Flamengo em jogo com cinco expulsões

Equipe cruzmaltina mantém bom momento e lidera seu grupo; técnico Cuca vive 'inferno' no time rubro-negro

SÍLVIO BARSETTI, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 20h44

Faltou futebol no clássico em que o Vasco venceu o Flamengo por 2 a 0, neste domingo, com mais de 70 mil pessoas no Maracanã, e sobrou violência: cinco jogadores foram expulsos e, ao todo, o árbitro distribuiu 16 cartões. Com o resultado, o Vasco manteve a liderança do Grupo A da Taça Rio, com 12 pontos, à frente do Fluminense no saldo de gol - 9 a 6. O Flamengo terminou a rodada em terceiro no Grupo B, com 7 pontos, e deixou o técnico Cuca em situação muito delicada. No final, tenso, até Cuca foi expulso.

Veja também:

tabela Estadual do Rio 2009 - Classificação / Resultados / Calendário

link Fred decide, e Fluminense bate Bangu de virada

link Em ritmo de treino, Botafogo goleia Duque de Caxias

A medida exata da baixa qualidade técnica do jogo se resume no que produziram os dois atletas mais talentosos do clássico: o meia Carlos Alberto, do Vasco, e Leonardo Moura, do Flamengo, aplicaram carrinhos despropositais e voltaram mais cedo para o vestiário. Apesar de todo rigor, o árbitro Luís Antonio Silva Santos errou ao não expulsar também o goleiro Bruno, do Flamengo, que acertou um pontapé na cabeça de Edu Pina, numa "disputa de bola".

O Vasco chegou à sexta vitória consecutiva graças ao oportunismo de Elton, autor do primeiro gol, e a um contra-ataque veloz, iniciado pelo zagueiro Fernando e concluído por Jefferson. "Vai ser difícil dormir hoje [domingo]", declarou o jogador, após a comemoração do segundo gol do time de São Januário.

Com a vitória assegurada, a torcida do Vasco provocou os adversários com os gritos de "olé" a cada toque de bola cruzmaltino. Mesmo quando tinha Leonardo Moura na armação, o Flamengo não conseguia envolver o rival.

O Vasco estava bem arrumado, mas sentiu a saída precoce de Carlos Alberto, aos 33 minutos do primeiro tempo. Ele já recebera cartão amarelo por um carrinho. Depois, concluiu uma jogada em que estava em impedimento. Ao ver o cartão vermelho nas mãos do árbitro, argumentou que não ouvira o apito. Titi, Ramon e Willians também foram expulsos por causa de faltas desnecessárias.

A briga também aconteceu fora de campo: houve confronto entre as duas torcidas antes e depois do clássico e pelo menos três torcedores foram internados em estado grave. Na estação de trem da Mangueira, pouco antes do jogo, o flamenguista Fábio Alves da Silva foi atingido com um tiro no pescoço. À noite, ele seria submetido a uma cirurgia no Hospital Salgado Fillho, no Méier, zona norte.

Ainda antes da partida, outros dois flamenguistas foram espancados por um grupo de vascaínos em Jacarepaguá, na zona oeste, e levados para o Hospital Pasteur, na zona norte, com suspeita de traumatismo craniano. Após o jogo, no entorno do Maracanã, houve tumulto generalizado, envolvendo centenas de torcedores dos dois clubes. A polícia interveio com bombas de efeito moral e o tumulto se estendeu pelas ruas ao redor do estádio.

Ficha técnica

Vasco 2 x 0 Flamengo

Vasco - Tiago; Paulo Sérgio, Titi, Fernando e Ramon; Amaral, Nilton, Jefferson (Edu Pina) e Carlos Alberto; Alex Teixeira (Rodrigo Pimpão) e Elton (Léo Lima). Técnico: Dorival Júnior.

Flamengo - Bruno; Éverton Silva, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Airton (Everton), Willians, Ibson e Leonardo Moura; Josiel (Obina) e Zé Roberto (Kleberson). Técnico: Cuca.

Gols - Elton, aos 11, e Jefferson, aos 15 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Luís Antonio Silva Santos.

Cartões amarelos - Willians, Fernando, Nilton, Jefferson, Elton, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim, Airton, Carlos Alberto, Titi, Ramon.

Cartões vermelhos - Willians, Carlos Alberto, Titi, Ramon e Leonardo Moura.

Renda - R$ 1.213.044,00.

Público - 69.648 pagantes.

Local - Maracanã, no Rio de Janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.