Francisco Seco/ AP
Francisco Seco/ AP

Veja por que Messi terá de correr atrás de Cristiano Ronaldo

Argentino faz sua estreia na Liga dos Campeões nesta quarta

O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2015 | 08h00

Aos 30 anos, o atacante português Cristiano Ronaldo continua triturando recordes em sua carreira. Na terça-feira, com seus três gols na vitória do Real Madrid em cima do Shakhtar Donetsk ele atingiu os 80 gols na Liga dos Campeões da Europa. Além disso, está a apenas um de celebrar seu 500.º gol na carreira e a somente dois de se igualar a Raúl como o maior artilheiro na história do Real, com 323 gols.

O português ainda é o jogador que mais fez gols de pênalti na história da Liga dos Campeões, com 11 – ontem ele marcou dois gols em cobranças de penalidades e ultrapassou o compatriota Figo e o holandês Van  Nistelrooy. Além dos ucranianos do Shakhtar, o Real Madrid jogará também contra o Paris Saint-Germain e os suecos do Malmö na primeira fase do campeonato.

Só que em sua carreira, o craque de Portugal tem um rival à altura, ninguém menos do que o argentino Lionel Messi. Ele começa sua trajetória nesta edição da Liga dos Campeoões nesta quarta, às 15h45 contra a Roma, na Itália. O astro do Barça já balançou as redes 77 vezes no torneio, 8 deles de pênalti.

Se por um lado será difícil para o argentino repetir o começo do 'rival' português, por outro ele terá mais cinco partidas, contando apenas a fase de grupos, para mais uma vez liderar o Barcelona rumou ao título europeu. Até agora, o argentino, que tem quatro troféus da Bola de Ouro da Fifa em sua coleção, tem 465 gols como profissional em toda a carreira. Além da Roma, ele terá pela frente nessa primeira fase o BATE Borisov e o Bayer Leverkusen. 

VESTIÁRIOS 

Depois da vitória do Real Madrid contra o Shakhtar, o astro português, dono de três Bolas de Ouro da Fifa, conversou com jornalistas estrangeiros (ele não quis conversa com os diários, sites, rádios e TVs da Espanha) na saída do estádio Santiago Bernabéu. Demonstrando humildade, ele fez questão de dividir com os companheiros os méritos por mais uma atuação de gala com a camisa merengue – no sábado ele havia marcado cinco gols na vitória do clube em cima do Espanyol, em partida válida pelo Campeonato Espanhol.

“Estamos em um ótimo momento e é preciso destacar o trabalho da equipe, sempre consistente na defesa. O Shakhtar jogou muito bem, é uma equipe que tem muita posse de bola, porém hoje nós ganhamos e jogamos bem”, afirmou o jogador.

“Precisávamos começar bem a Liga Espanhola e a Liga dos Campeões. Começamos um pouquinho devagar na Liga, com um empate, porém desde então estamos bem, mais consistentes e em boa fase”, analisou.

Depois de marcar nada menos do que oito gols nas duas últimas partidas, Cristiano Ronaldo voltou a agradecer o apoio de seus companheiros para recuperar o seu faro de goleador no Real Madrid. “Estou muito contente com meu desempenho nos últimos jogos. Agradeço a todos os jogadores a confiança que me deram”, finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.