Patrícia Melo Moreira/AFP
Patrícia Melo Moreira/AFP

Veja quais são os desafios de Abel Ferreira no comando do Palmeiras

Técnico português não terá muito tempo para se adaptar ao futebol brasileiro

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2020 | 07h00

Anunciado como novo técnico do Palmeiras na última sexta-feira, Abel Ferreira não terá muito tempo para se adaptar ao futebol brasileiro. O treinador português inicia os trabalhos no começo desta semana e já encara uma sequência de jogos importantes. Sua estreia deve acontecer na quinta-feira, contra o Red Bull Bragantino, pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Além dos jogos e da falta de treinamentos, Abel chega também tendo que resolver outros problemas que estavam pendentes em razão da falta de um treinador. O Palmeiras ficou cerca de 15 dias sem um técnico, após a demissão de Vanderlei Luxemburgo. As três vitórias consecutivas, sob o comando de Andrey Lopes, trouxe um pouco de paz ao elenco, mas Abel terá pelo menos cinco desafios pela frente no início de trabalho. 

Calendário e falta de treinos

Como citado anteriormente, Abel não terá muito tempo para treinar. O Palmeiras só terá folga no calendário caso seja eliminado da Copa do Brasil ou da Libertadores. Se for avançando, jogará sempre duas vezes por semana até o ano que vem. Isso fará com que o treinador tenha que implementar seu estilo de jogo na base da conversa ou durante os jogos. 

Pressão da torcida

O torcedor do Palmeiras, em sua maioria, parece confiar no treinador e em seu estilo diferenciado em ver o futebol. Mas não é segredo para ninguém que trabalhar em um clube grande existe uma pressão direta em todos os jogos e no caso do Palmeiras, o time melhorou nos últimos jogos, nas mãos de Andrey Lopes, mas vinha apresentando fracas atuações e resultados ruins na temporada. Abel só terá tranquilidade para trabalhar se conseguir bons resultados de forma imediata.

Tirar alguns jogadores da zona de conforto

O português tem a fama de ser disciplinador, mas não tem um histórico de desavenças com os jogadores. Isso é fundamental para o momento do Palmeiras, que conta com alguns jogadores talentosos, mas que não vivem um bom momento e passam para os torcedores a impressão de que não parecem muito preocupados com a situação.  

Confiança

As três vitórias seguidas nos últimos jogos deram maior confiança para o elenco, mas ainda é algo que precisa ser melhor trabalhado. Durante as partidas, fica claro que alguns atletas parecem receosos em tentar uma jogada.

Preparo físico

Mesmo com as vitórias, o time do Palmeiras tem demonstrado uma grande queda de rendimento no segundo tempo e isso até já foi motivo de reclamação dos torcedores. A equipe precisa ter maior controle físico para tentar manter a intensidade durante os 90 minutos.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasfutebolAbel Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.