Veja todos os passos da carreira do argentino Maradona

Ex-craque conduziu Argentina ao título da Copa de 1986, mas enfrentou problemas devido ao uso de drogas

Redação,

28 de outubro de 2008 | 20h11

Nascido na cidade de Lanús, na Argentina, em 1960, Diego Armando Maradona, o novo técnico da seleção da Argentina, começou a jogar futebol com 9 anos e aos 15 assinou contrato com o Argentinos Juniors. Em 1980, foi vendido ao Boca Juniors, para se tornar o maior ídolo de todos os tempos do principal clube do país sul-americano. Veja também:Maradona é o novo técnico da seleção da Argentina  Vote: Maradona terá sucesso como técnico de futebol?Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Contratado pelo Napoli em 1984, deixou muita saudade no futebol argentino, mas jamais perdeu seu status de ídolo. Em 1986, foi o principal destaque da Argentina na conquista da Copa do Mundo realizada no México.Maradona é o melhor jogador de futebol da Argentina de todos os tempos e muitos chegar a compará-lo com Pelé, brasileiro que conquistou três Copas do Mundo e é reverenciado em todo o planeta como o atleta do século passado.PROBLEMASApesar do sucesso dentro de campo, Maradona enfrentou sérios problemas fora das quatro linhas. A carreira do jogador foi abreviada devido ao seu envolvimento com entorpecentes.Em 1991, foi expulso do Napoli após ser reprovado no teste antidoping. Passou pelo Sevilla e depois voltou ao futebol argentino para atuar pelo Newell's Old Boys.O ex-craque voltaria a se envolver com drogas em 1994, durante a Copa do Mundo dos Estados Unidos. Após ser detectado que ele havia utilizado a substância efedrina (acelera o metabolismo por meio da queima de gordura), foi suspenso por um ano pela Fifa.Maradona ainda voltou ao Boca Juniors e jogou futebol até 1997, quando definitivamente pendurou as chuteiras. No entanto, o problema do craque com entorpecentes não terminaram.Em 2000, chegou a se internar em uma clínica em Cuba para fazer tratamento, a convite do então presidente do país, Fidel Castro, de quem sempre Maradona se confessou um admirador.Em 2007, chegou a sofrer mais uma recaída por consumo excessivo de álcool. Agora, aparentemente recuperado, terá a missão de levar a Argentina à Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
Maradonafutebolseleção argentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.