Venda de ingressos para a Copa de 2010 começa em fevereiro

Fifa disponibilizará para o público 3 milhões de ingressos que também poderão ser adquiridos no site da entidade

Bruno Winckler, Jornal da Tarde

11 de setembro de 2008 | 19h07

Quem quiser ir a Copa de 2010 já pode se agendar. Em fevereiro começam as vendas dos ingressos para os 64 jogos do torneio na África do Sul e a Fifa já designou as empresas de turismo brasileiras autorizadas a vender os pacotes que incluem não só os ingressos, mas também estadia e serviços no país.Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Stella Barros, Ambiental Expedições, Marsans Viagens, Pallace e Agaxtur têm o aval da entidade. Uma outra empresa deve receber o direito em breve. A Fifa disponibilizará 3 milhões de ingressos que também poderão ser adquiridos no site da entidade a partir do ano que vem. Os preços variam de US$ 20 (R$ 36) a US$ 900 (R$ 1620).São esperados cerca de 400 mil turistas no país no período do torneio. Nesta quinta, o mexicano Jaime Byron, representante da Fifa responsável pela área de acomodações e transportes, esteve em São Paulo para apresentar as condições da África do Sul em receber turistas daqui a dois anos. E mostrou-se satisfeito."A África do Sul está muito mais adiantada no que se refere a sua infra-estrutura dois anos antes do evento. A chance de torneio não acontecer por lá é zero", ressaltou. "Seria estupidez dizer que não existe um plano B, mas ele existiria caso a Copa acontecesse em qualquer lugar. Se não acontecer uma catástrofe natural, uma epidemia, por exemplo, não existe chance de a Copa não acontecer na África".Byron sugere aos brasileiros interessados em viajar para Copa que adquiram pacotes com as empresas indicadas pela Fifa. "É muito mais seguro. A não ser que você tenha parentes ou amigos lá que possam te abrigar". Segundo Byron, o principal desafio da África do Sul será desenvolver uma rede de transportes que levem os turistas de uma sede a outra.Diferente da Alemanha, o país não tem uma ampla rede de trens e muito dos trajetos precisam ser feitos de ônibus. Barbara Creecy, secretária de Esportes da Província de Gauteng, onde ficam três dos dez estádios que abrigarão os Jogos da Copa, disse que apesar dessa dificuldade a maioria das sedes se localizam na mesma região do país."O governo sul-africano irá disponibilizar 500 ônibus para transportar turistas durante a Copa", afirmou Barbara. Johannesburgo, principal cidade de Gauteng, abrigará os jogos de abertura e a final da Copa e a secretária espera ter o Brasil na sua província. Dos 64 jogos, 21 acontecerão por lá. "Mesmo não tendo ainda assegurado lugar na Copa, sabemos que não podemos pensar no evento sem contar o entusiasmo brasileiro", disse Barbara.PREÇOSNa apresentação desta quinta, Byron deu detalhes dos ingressos disponíveis para o torneio. Serão quatro tipos. O mais caro, o da final, custará US$ 900 (R$ 1620). Para assistir a partida de abertura o torcedor precisará desembolsar entre US$ 70 (R$ 126) e US$ 450 (R$ 810).Para os sul-africanos, a Fifa criou o ingresso "categoria 4". Serão 200 mil ingressos vendidos exclusivamente para os moradores do país. Mais baratos, sairão por US$ 20 (R$ 36). Haverá ainda a distribuição de 120 entradas para os sul-africanos mais carentes.O representante da Fifa, contudo, admite que o maior receio da entidade será em relação a atuação de cambistas. "A venda não oficial será combatida ferozmente. Com relação aos ingressos falsos, será praticamente impossível graças à tecnologia e aos dispositivos de segurança que serão usados. Contamos com a colaboração das parceiras para informar a Fifa sobre qualquer anormalidade no mercado brasileiro em relação a venda de ingressos", concluiu Byron.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2010futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.