Venda de ingressos para vascaínos gera confusão no Rio

A venda de ingressos para o importante jogo contra o Corinthians, domingo, no Rio, terminou em confusão nesta terça-feira em São Januário. Depois da carga de 17 mil bilhetes acabar em poucas horas, vários torcedores do Vasco começaram a protestar em frente à entrada da sede social do clube, quando um homem que estava lá dentro disparou jatos de extintor de incêndio contra os vascaínos, provocando correria.

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2011 | 19h32

O reforço policial foi acionado, acalmando a situação. Antes disso, muitos torcedores que enfrentaram longa fila para ver o duelo entre o líder Vasco e o segundo colocado Corinthians reclamaram da falta de organização na venda dos ingressos. E vários cambistas, como de hábito em partidas decisivas, agiram livremente nos arredores do estádio vascaíno.

Mais tarde, a diretoria do Vasco se posicionou sobre o episódio e lamentou o ocorrido. O clube ainda não identificou quem acionou o extintor: se foi um sócio ou um funcionário.

SAÍDA? - O jornal italiano Gazzetta Dello Sport divulgou que o zagueiro Dedé, um dos destaques do Vasco na temporada, vai jogar na Europa no ano que vem. O jogador teria recebido propostas de Roma (Itália), Fiorentina (Itália), Valencia (Espanha), Paris Saint-Germain (França) e Benfica (Portugal). Mas a diretoria vascaína ainda não confirmou ter chegado nenhuma oferta.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoingressosconfusão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.