Reprodução/ Twitter
Reprodução/ Twitter

Venda de Pato para o Tianjin Quanjian rende R$ 6 milhões ao Corinthians

Quando negociou o jogador com o Villareal, o time alvinegro manteve 10% dos direitos econômicos

O Estado de S.Paulo

30 de janeiro de 2017 | 12h44

A venda de Alexandre Pato ao Tianjin Quanjian, da China, renderá cerca de R$ 6 milhões aos cofres do Corinthians. Negociado com o Villarreal em julho de 2016, o clube alvinegro manteve 10% dos direitos econômicos do atacante, pensando justamente em uma futura transferência.

Para tirar Pato do Corinthians, a equipe espanhola desembolsou 3 milhões de euros (R$ 10,8 milhões) por 90% do jogador. O valor é bem menor do que o pago pelo Tianjin Quanjian aos espanhóis (cerca de R$ 60 milhões), e desagradou os dirigentes corintianos. Acontece que em janeiro de 2016, o atacante recusou se transferir para o mesmo clube chinês. 

Na ocasião, o Quanjian estava disposto a desembolsar aproximadamente € 20 milhões (R$ 88,1 milhões na época) pela totalidade dos direitos econômicos de Pato. O Corinthians ficaria com 60% do valor, algo em torno de R$ 52,8 milhões. Além disso, os chineses ofereceram salários na casa dos R$ 5 milhões mensais ao brasileiro que, com o sonho de retornar ao futebol europeu, preferiu recusar.

A passagem de Alexandre Pato pelo Villarreal durou pouco. Foram 24 jogos e seis gols marcados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.