Venda de Robinho volta a ser discutida

O empresário Wagner Ribeiro chegou a comentar que o seqüestro de Marina da Silva Souza iria apressar a transferência de Robinho para o futebol europeu. Nesta sexta-feira, com a liberação da mãe do jogador, ele não foi tão enfático e disse apenas que essa questão será tratada "na hora certa".Robinho tem contrato com o Santos até janeiro de 2008 e a multa é de US$ 50 milhões. Apesar do assédio de vários clubes europeus, o presidente do clube santista, Marcelo Teixeira, luta para manter o jogador na Vila até junho do ano que vem, para poder disputar a Copa Libertadores.Real Madrid e Benfica são os maiores interessados por Robinho até o momento, mas o Barcelona já avisou que pretende entrar nessa briga. As negociações esfriaram por conta do seqüestro de Marina da Silva, mas devem ser retomadas agora.Na verdade, o futuro de Robinho será definido a partir de segunda-feira, pois a preocupação do jogador e do Santos no momento é a conquista do título brasileiro - domingo, o time enfrenta o Vasco, em São José do Rio Preto, e precisa da vitória para ser o campeão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.