Laurent Cipriani/AP
Laurent Cipriani/AP

Vendido ao Lyon há um ano, Mariano Díaz está de volta ao Real Madrid

Clube espanhol teria desembolsado 23 milhões de euros (cerca de R$ 111 milhões) para recontratar o atacante

Estadão Conteúdo

29 Agosto 2018 | 16h14

O atacante Mariano Díaz está de volta ao Real Madrid. Nesta quarta-feira, o clube espanhol anunciou a contratação do jogador, apenas um anos depois de negociá-lo com o Lyon. Nesse seu retorno, ele assinou um acordo válido pelas próximas cinco temporadas.

O Real Madrid marcou a apresentação de Mariano para sexta-feira, no estádio Santiago Bernabéu. E ele chega sob grande expectativa, após marcar 21 gols na temporada passada pelo Lyon em 45 jogos disputados. Agora, então, tentará confirmar esse perfil de goleador no clube espanhol.

Mariano, de 25 anos, iniciou a sua carreira pelo Espanyol e chegou ao Real Madrid em 2011, subindo ao time B em 2014 e tendo se destacado na temporada 2015/2016, quando foi o artilheiro da terceira divisão espanhola com 27 gols, o que abriu caminho para a sua chegada ao time principal.

Na temporada 2016/2017, foi promovido ao elenco do Real Madrid, tendo recebido poucas chances no time que venceu a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol, o Mundial de Clubes e a Supercopa da Europa, com cinco gols marcados por ele em 14 partidas disputadas.

Os valores da transferência não foram revelados, mas as informações da imprensa local são de que o Lyon pagou 8 milhões de euros (R$ 38,6 milhões, na cotação atual) e deixou o Real Madrid com 35% dos direitos econômicos do atacante ao contratá-lo em 2017. Agora, o time espanhol teria desembolsado 23 milhões de euros (cerca de R$ 111 milhões) para recontratá-lo.

Mariano vai reforçar um setor ofensivo que perdeu Cristiano Ronaldo, que se transferiu para a Juventus. E a sua contratação atende a um pedido do técnico Julen Lopetegui, que tem escalado o time com o trio de ataque formado por Karim Benzema, Gareth Bale e Marco Asensio neste início de temporada, com Borja Mayoral sendo o reserva imediato do setor.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.