Venezuela quer ter despedida honrosa

O técnico Richard Paez vai escalar uma equipe defensiva, nesta quarta-feira, em Belém. Um empate como visitante seria um ótimo resultado. Assim, deve colocar um meio-campo reforçado. ?Não somos tontos, nem vamos nos suicidar diante da melhor equipe do mundo?, disse o treinador. Suspenso, o meio-campista Luis Vera é desfalque sentido. O volante Leopoldo Jimenez é dúvida ? recupera-se de uma contratura muscular. Paez deve adotar o esquema 4-2-3-1, utilizado quando joga fora de casa. No gol, entra Dudamel. Vallenilla e Jonay Hernandez ocupam as laterais. Leo Vielma e Leo Jimenez serão os marcadores. A dúvida de Paez é se escala mais um volante defensivo. Nesse caso, sai Urdaneta e entra Mea Vitali, que é opção também caso Jimenez seja vetado para o jogo. No ataque, Giancarlos Maldonado ficará com a obrigação de marcar os gols. Moran deve voltar ao banco de reservas. A Venezuela deve fazer ainda um amistoso no próximo dia 17, na Itália, contra o time reserva da Inter de Milão. O compromisso tem um fundo político. O amistoso coincide com a visita do presidente venezuelano Hugo Chavez à Itália.

Agencia Estado,

12 de outubro de 2005 | 09h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.