Venezuela sonha com despedida honrosa

As poucas esperanças que a Venezuela ainda tinha de se classificar para a Copa da Alemanha acabaram sábado, após a derrota por 1 a 0 para o Paraguai, em Maracaibo. Assim, tudo o que os venezuelanos desejam para o jogo desta quarta-feira contra o Brasil, em Belém, é uma despedida honrosa ? ou seja, se não perderem de goleada, já estarão no lucro. ?Queremos encerrar nossa participação de cabeça erguida?, diz o técnico Richard Páez, que não poderá contar com seu capitão, o meia Luis Vera, suspenso. Jiménez, Mea Vitali e André González são as opções.De fato, os venezuelanos não têm do que reclamar: mesmo que perca para o Brasil, a seleção terminará com 18 pontos, dois a mais que nas Eliminatórias anteriores.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2005 | 18h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.