Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Vereador propõe criação do 'Dia do Gol da Alemanha'

Jota Silva diz que data é para lembrar 'tragédia' do futebol brasileiro

Isabela Palhares – O Estado de S. Paulo, O Estado de S. Paulo

04 de agosto de 2015 | 11h56

Uma polêmica começa a surgir em Campinas e pode ganhar o Brasil com a criação do 'Dia do Gol da Alemanha', numa referência à derrota de 7 a 1 do Brasil para o time europeu na Copa do Mundo de 2014. Embora o projeto de lei esteja no singular, todos sabem que foram bem mais do que apenas um gol.

"Não é para ser comemorado e sim para ser lembrado como o dia da maior tragédia do futebol brasileiro", essa é a justificativa de um vereador de Campinas, no interior de São Paulo, que propôs o projeto que institui o dia 8 de julho como o 'Dia do Gol da Alemanha', quando a seleção de Felipão apanhou da Alemanha no Mineirão. O projeto foi protocolado nesta segunda-feira na primeira sessão da Câmara, após o recesso de julho, pelo vereador Jota Silva (PSB).

"Longe de ser um dia para piadas e gozações e sim um dia para refletir e pensar na construção de um futebol sem corrupção, sem batalhas entre torcidas organizadas, ou seja, um futebol para o povo", diz o político para justificar o projeto a fim de relembrar o dia em que a seleção brasileira foi goleada em sua pior apresentação num Mundial.

O vereador, que é locutor esportivo de uma rádio de Campinas, disse que a ideia é que em todo dia 8 de julho sejam promovidos debater e atividades para lembrar a "tragédia do Mineirão".  Segundo Jota Silva, essa é uma oportunidade de o município discutir a situação do futebol brasileiro, já que os clubes de Campinas (Guarani e Ponte Preta) "fazem parte deste caótico e falido futebol".

O vereador defendeu a seriedade do projeto de lei e disse que "não tem nada de piada nisso", mas sim organizar um debate permanente (todo dia 8 de julho) sobre os rumos do futebol. "Guardadas as devidas proporções, todas as grandes tragédias mundiais são lembradas. Porque essa tragédia no esporte brasileiro também não deveria ser lembrada?", questionou.

Em seu terceiro mandato na Câmara de Campinas, Jota Silva é autor de projetos de lei que instituíram na cidade, por exemplo, a 'Semana da Música Sertaneja', 'Dia do Policial' e o 'Dia do Instrutor de Autoescola'.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.