Verón aceita pedido do Estudiantes e adia aposentadoria

A aposentadoria do meia Juan Sebastián Verón estava prevista para acontecer neste domingo, mas foi adiada. Nesta sexta-feira, o jogador, de 36 anos, anunciou a sua decisão de postergar o encerramento da sua carreira para atender o apelo feito pelos jogadores e dirigentes do Estudiantes. Agora, ele vai atuar por mais seis meses.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2011 | 15h49

Verón anunciou em outubro a sua decisão de deixar o futebol no final deste ano, após o encerramento do Torneio Apertura do Campeonato Argentino, marcado para este fim de semana. Agora, porém, o jogo entre Estudiantes e Union, neste domingo, não será mais o último do meio-campista argentino.

Durante a semana, alguns dos líderes do elenco do clube, incluindo o volante Rodrigo Baña e o atacante Gaston Fernández, pediram para que Verón repensasse a sua decisão. "Tomei a decisão de seguir. Estou tranquilo por ficar mais estes seis meses no clube", anunciou.

Verón sofre com problemas físicos e neste ano precisou realizar uma cirurgia no tornozelo. Um dos destaques do Estudiantes na conquista da Libertadores de 2009, o meia está em sua segunda passagem pelo clube argentino. Ele também atuou no futebol europeu, em clubes como Manchester United e Inter de Milão. Pela seleção da Argentina, Verón disputou as Copas do Mundo de 1998, 2002 e 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolArgentinaVerónaposentadoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.