Franck Fife / AFP
Franck Fife / AFP

Verratti é operado e só voltará a jogar pelo PSG na próxima temporada

Equipe parisiense também não poderá contar com Thiago Silva e Draxler para antepenúltima rodada do Campeonato Francês

Estadão Conteúdo

03 Maio 2018 | 11h54

O Paris Saint-Germain confirmou oficialmente nesta quinta-feira que o volante Marco Verratti foi submetido com sucesso a uma cirurgia nos tendões adutores, mas também anunciou que o jogador italiano só voltará a defender a equipe francesa na próxima temporada do futebol europeu.

+ Emery espera Neymar no PSG até sábado, mas não confirma quando ele volta a jogar

+ Liga Europa define finalistas nesta 5ª; Atlético de Madrid x Arsenal é destaque

Por meio de um breve comunicado, o clube informou que a intervenção conduzida pelo médico Gilles Reboul "transcorreu perfeitamente" e destacou que a mesma foi realizada para que o atleta possa retornar aos gramados na temporada 2018/2019 "nas melhores condições" possíveis.

Como a Itália não se classificou para a Copa do Mundo da Rússia, que começa no dia 14 de junho, Verratti terá tempo de sobra de descanso e também para realizar o tratamento necessário antes de voltar a atuar pelo time parisiense.

O meio-campista defendeu o PSG em 22 partidas do Campeonato Francês nesta temporada e seu último jogo pela equipe ocorreu em 31 de março, quando foi titular na vitória por 3 a 0 sobre o Monaco na final da Copa da Liga Francesa.

Verratti, de 25 anos e com contrato com o PSG até 2022, vinha sofrendo há meses por causa de dores nos seus músculos adutores. Anteriormente, por causa de uma cirurgia no púbis realizada em maio de 2016, acabou ficando fora da seleção italiana que disputou a Eurocopa daquele ano, na França.

Além de Verratti, o PSG não deverá contar com o zagueiro brasileiro Thiago Silva e com o meio-campista alemão Julian Draxler nesta sexta-feira, contra o Amiens, fora de casa, pela antepenúltima rodada do Campeonato Francês. O técnico Unai Emery confirmou nesta quinta que os dois jogadores estão com problemas musculares. O time, porém, já assegurou o título da competição nacional por antecipação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.