ANDREJ ISAKOVIC / AFP
ANDREJ ISAKOVIC / AFP

Verstappen é punido por acidente com Hamilton e perderá três posições no grid de largada na Rússia

Próxima etapa da temporada da Fórmula 1 está agendada para o dia 26 de setembro, em Sochi

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2021 | 17h42

Max Verstappen foi punido pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) após o acidente com o heptacampeão Lewis Hamilton durante o Grande Prêmio da Itália, disputado neste domingo em Monza. Com a decisão, o piloto holandês perde três posições no grid de largada para a próxima etapa do mundial de Fórmula 1, que será disputada em Sochi, na Rússia.

Além da punição esportiva, Verstappen também recebe dois pontos na superlicença, que é a carteira de motorista dos pilotos. De acordo com a FIA, o líder do campeonato não tinha preferência para contornar a curva (Variante del Rettifilo) por estar muito distante de Hamilton na tentativa de ultrapassagem. O holandês justificou a manobra, alegando ter sido espremido pelo britânico.

"Hamilton passou da linha branca (na saída dos boxes) e eu tive que ir para a parte verde da pista para não batermos. Dei a volta por fora. E, claro, ele percebeu que eu estava indo para lá. Então ele continuou me pressionando. Não esperava que ele continuasse a me espremer, espremer, e espremer, porque nem precisava", alegou Verstappen.

O ACIDENTE

Verstappen era vice-líder da prova, quando a equipe o convocou para os boxes para tentar ultrapassar o líder Daniel Ricciardo. No entanto, a parada não foi boa e o holandês perdeu até a terceira posição para Lando Norris. Em seguida, foi a vez de Hamilton fazer seu pit stop, que também não foi bom. O britânico voltou entre Verstappen e Norris e então ocorreu o acidente logo após a saída dos boxes.

Britânico e holandês dividiram a segunda perna da chincane, Verstappen acabou tocando em um dos obstáculos de pista, perdeu o controle do carro com o toque com Hamilton e foi parar com as rodas sobre o cockpit do heptacampeão. O halo, equipamento de segurança que protege o local em que fica o piloto, impediu que o acidente tivesse piores consequências.

PRÓXIMOS PASSOS

Líder do campeonato mundial, Verstappen está no limite de uso de unidades de potência na temporada e se fizer nova substituição de itens do motor perderá posições e terá de largar no fundo do pelotão. Por isso, a Red Bull avalia fazer a alteração logo na próxima etapa, evitando nova punição em corridas futuras.

Com 14 provas realizadas até aqui na temporada, a Fórmula 1 prevê mais oito corridas. A próxima será na Rússia, no dia 26 de setembro. O circuito de Sochi não é bem avaliado pelos pilotos e está em sua penúltima edição. Em 2023, o GP da Rússia passará a ser disputado em São Petersburgo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.