'Veterano' na seleção, Marcelo diz não temer pressão

Segundo jogador do Real Madrid, é normal ter de assumir grandes responsabilidades nas disputas

Mateus Silva Alves - Enviado Especial, O Estado de S.Paulo

25 de julho de 2012 | 14h34

LONDRES - Marcelo vai começar a disputar nesta próxima sexta-feira, contra o Egito, em Cardiff, sua segunda Olimpíada na condição de um dos "veteranos" da seleção apesar de ter apenas 24 anos. Ele sabe que isso lhe dá um pouco mais de responsabilidade, mas parece não se importar muito com isso. O jogador do Real Madrid diz que está acostumado à pressão e que isso não será problema nenhum nos Jogos Olímpicos de Londres.

 

"Para mim isso é algo normal", falou o jogador em entrevista coletiva concedida na tarde desta quarta-feira, minutos antes do último treino da seleção para a estreia diante dos egípcios. "Eu sempre precisei assumir grandes responsabilidades. No Fluminense eu já jogava entre os profissionais com 17 anos."

 

Segundo o lateral-esquerdo, uma vantagem da seleção dirigida por Mano Menezes é que os jogadores com menos de 23 anos já estão acostumados a disputar grandes jogos e não deverão sentir a pressão de lutar por um título que o Brasil jamais conquistou.

 

"Mesmo sendo novos, os meninos já são experientes, acostumados a grandes partidas", comentou Marcelo. "E foi bom todo mundo ter ido à Vila Olímpica (no domingo) para sentir essa pressãozinha da Olimpíada."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.