Veteranos brilham, Grêmio vence e mantém 2º lugar

Gaúchos golearam o já rebaixado Figueirense por 4 a 2

Júlio Castro, Agência Estado

25 de novembro de 2012 | 19h41

FLORIANÓPOLIS - Prevaleceu a qualidade e a experiência. Diante de um time já rebaixado e composto por jogadores revelados nas categorias de base, o Grêmio derrotou o Figueirense por 4 a 2, neste domingo, em Florianópolis. A equipe gaúcha, agora, foca suas atenções para o clássico diante do Internacional no próximo domingo na despedida do Estádio Olímpico. Uma vitória contra o rival garante classificação direta para a Copa Libertadores de 2013 na condição de vice-campeão brasileiro de 2012.

Isso porque o Grêmio chegou aos 70 pontos mantendo-se na vice-liderança na classificação, com um ponto a mais que o Atlético-MG, que faz clássico contra o Cruzeiro. O Figueirense despediu-se de seu torcedor na temporada na lanterna da competição.

O Grêmio foi mais eficiente no primeiro tempo. Com a experiência de seus principais jogadores, entre eles Zé Roberto, Souza e Elano, o time gaúcho atuou sem se deixar ameaçar e marcou três gols com naturalidade no período. O primeiro saiu aos 23 minutos. Um golaço de Elano. Ele recebeu assistência de Zé Roberto, se projetou na frente da área, livrou-se da marcação e colocou no ângulo do bom goleiro Tiago Volpi.

Até marcar seu segundo gol, o Grêmio foi ameaçado apenas aos 40, com uma cobrança de falta de Léo que exigiu excelente defesa do goleiro Marcelo Grohe. Dois minutos depois veio o segundo gol, marcado por Zé Roberto ao pegar um rebote da defesa em cobrança de escanteio. Aos 46, Souza não perdoou e fez o terceiro escorando, de cabeça, um escanteio executado por Elano.

Na etapa final, o Grêmio diminuiu o ritmo e, aos poucos, foi cedendo espaços para o Figueirense crescer na partida. Com três gols de vantagem na partida, o jogo ganhou contornos diferenciados a partir do gol do atacante Aloísio, de pênalti, aos 19 minutos.

Também foi de Aloísio o segundo gol alvinegro, aos 23. Depois de cobrar uma falta, ele mesmo pegou o rebote da barreira e, com raiva, chutou sem defesa para Grohe.

O Grêmio acordou e, aos 25, fez seu quarto gol em finalização de bate-pronto efetuada por Leandro após belo serviço de Elano pelo lado esquerdo. Construído o placar e sem se expor aos riscos, o time gaúcho valorizou a posse de bola e, quando sem ela, aplicou forte marcação até a conclusão da partida.

"Não se trata apenas de mais um clássico. É o fim de uma era. Além de valer a vaga direta na Libertadores, o jogo será um marco na história gremista", afirmou o meia Zé Roberto, referindo-se ao fato de que diante do Internacional, o Grêmio fará sua última partida no Olímpico antes do estádio ser demolido. Também no domingo, o Figueirense se despede da Série A enfrentando o Coritiba, na capital paranaense.

FIGUEIRENSE 2 X 4 GRÊMIO

FIGUEIRENSE - Tiago Volpi; Léo, Américo, Guti e Helder; Túlio (Claudinei), Diogo, Ryan, Bruno Nazário (Leonardo Lisboa), Jean Deretti; Aloísio (Héber). Técnico: Fernando Gil.

GRÊMIO - Marcelo Grohe; Tony, Naldo, Werley e Léo Gago; Fernando (Marco Antônio), Souza, Elano (Marquinhos) e Zé Roberto; Leandro e André Lima (Anderson Pico). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

GOLS - Elano, aos 23, Zé Roberto, aos 42, e Souza, aos 46 minutos do primeiro tempo. Aloísio, aos 19 e aos 23, e Leandro, aos 25 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Elmo Alves Resende da Cunha (GO).

CARTÕES ALARELOS - Fernando, Marco Antônio, Anderson Pico (Grêmio); Aloísio, Helder, Guti (Figueirense).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFigueirenseGrêmioBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.