Veteranos garantem vitória sofrida do Santos sobre o Barueri

O Santos suou, mas conseguiu vencer o Grêmio Barueri na noite de debutante do time da Grande São Paulo na Série A-1 do Campeonato Paulista. Com gol do veterano Antônio Carlos a três minutos do fim, o time da Baixada bateu o rival por 2 a 1, diante de quase 10 mil pagantes no Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP). A vitória teve sabor especial para outro experiente santista: o meia Zé Roberto, que voltou a disputar uma partida do Paulistão após 10 anos atuando na Europa, marcou o primeiro gol do jogo. No entanto, nem tudo foi festa no Parque. O Grêmio Barueri, que só atuará em sua casa no Paulistão na penúltima rodada, já que o Estádio Orlando Baptista Novelli está em reforma, não se intimidou em se exibir em rede nacional pela primeira vez e em campo "adversário". Sob orientação do técnico Marcelo Vilar, o "anfitrião-visitante" marcou forte a saída de bola e, com a boa movimentação dos ariscos Pedrão e Thiago Humberto, deu trabalho ao trio de zaga santista, sobretudo no primeiro tempo. O Santos demorou para se encontrar. E só o fez quando utilizou a velha arma de 2006: as jogadas de Kleber pela esquerda, com a aproximação de Zé Roberto. No entanto, a dupla não conseguiu criar real perigo ao gol de Gilvan no primeiro tempo. No intervalo, Luxemburgo abdicou do esquema com três zagueiros, trocando Ávalos pelo atacante Jonas. O Santos alugou o campo de defesa do Barueri, que aceitou a pressão. Após muita insistência, o time da Vila conseguiu furar a retranca aos 25 minutos, quando Zé Roberto tabelou com Fabiano e bateu cruzado, no canto esquerdo de Gilvan. Quando o jogo já parecia definido, um erro de colocação da zaga santista pôs tudo a perder. Pedrão levantou da direita nas costas de Kleber e Marcos Dias recebeu livre para encobrir Fábio Costa: 1 a 1. Luxemburgo, que já havia posto Rodrigo Souto no lugar de Tabata para segurar o resultado, tentou recolocar sua equipe no ataque, trocando Maldonado por Rodrigo Tiuí. Mas foi uma jogada de bola parada que o tirou do sufoco. Aos 42, Antônio Carlos desviou cruzamento de Kleber e garantiu a sofrida vitória. Ficha técnica: Grêmio Barueri 1 x 2 Santos Grêmio Barueri - Gilvan; Edílton, Anderson Marques, Fábio Luiz e Giba; Nenê Miranda (Zeziel), André Bilinha, Júlio e Luciano Gigante (Júlio César); Pedrão e Thiago Humberto (Marcos Dias). Técnico: Marcelo Vilar. Santos - Fábio Costa; Adaílton, Antonio Carlos e Ávalos; Pedro, Maldonado (Rodrigo Tiuí), Cléber Santana, Zé Roberto e Kléber; Rodrigo Tabata (Rodrigo Souto) e Fabiano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo. Gols - Zé Roberto, aos 25, Marcos Dias, aos 34, e Antônio Carlos, aos 42 minutos do segundo tempo. Árbitro - Antonio Rogério Batista do Prado. Cartões amarelos - Giba, André Bilinha, Júlio, Adaílton, Pedro e Anderson Marques. Renda - R$ 218.827,00. Público - 9.469 pagantes. Local - Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.