Vexame do Corinthians vira gozação

Palmeirenses, são-paulinos, santistas e todos aqueles que não simpatizam com o Corinthians não conseguem parar de sorrir desde quarta-feira à noite, quando o até então falso galáctico time do Parque São Jorge foi derrotado pelo modesto Cianorte, do Paraná, por 3 a 0, em jogo válido pela segunda rodada da Copa do Brasil.O humor dos rivais corintianos ganhou volume com uma série de piadinhas sobre a equipe, que foi intitulada no início do ano como super, mas que dentro de campo não consegue apresentar um futebol digno de Primeira Divisão. "O Tevez vai voltar para o Boca porque ele não agüenta mais jogar em um time meia-boca." Esta foi uma das piadas que mais se ouviram no dia seguinte ao vexame em Maringá. Ela é contada com um tom inicial de seriedade e termina com uma sonora gargalhada. "Se é para tomar gol de bicicleta, porque a MSI não contrata uma ciclovia, ao invés de Passarella." Contada, geralmente, por um palmeirense para um são-paulino ou vice-versa, que estejam próximos de um corintiano.O técnico Daniel Passarella, que fez sua estréia no comando da equipe, também foi alvo de mais uma brincadeira. "Agora, só falta o Corinthians trazer a Gisele Bündchen, pois já tem a Passarella." Outros adversários mais contundentes foram lembrar até das pedaladas do atacante santista Robinho na final do Campeonato Brasileiro de 2002 e associar ao segundo gol do atacante Márcio, do Cianorte, feito de bicicleta. "Primeiro foram as pedaladas, depois as bicicletas."A parceira MSI e o seu presidente, o iraniano Kia Joorabchian, também não foram esquecidos pelos torcedores rivais. "E o Kianorte, hein?", relacionam ironicamente o dirigente com a equipe paranaense. "A Interpol fiscaliza a MSI? Mas quem se mostrou eficiente foi a CIA, do Norte."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.