Ricardo Saibun|Divulgação
Ricardo Saibun|Divulgação

Viagem até Macapá preocupa meio-campista do Santos

Time paulista enfrentará o xará Santos-AP na Copa do Brasil

Estadão Conteúdo

19 de abril de 2016 | 20h44

Os 2.720 quilômetros que separam Santos de Macapá, capital do Amapá, estão preocupando os jogadores santistas. Eles temem que o desgaste físico do trajeto de avião, que deve durar ao menos seis horas, contando com a conexão, atrapalhe o rendimento dentro de campo, na estreia do time na Copa do Brasil.

"Sabemos das dificuldades dessa viagem longa", admitiu o meia Rafael Longuine, na véspera da viagem para o Amapá. No primeiro duelo do Santos naquele estado, o time paulista enfrentará justamente o xará Santos-AP.

"Temos que estar preparados. Jogamos em um time grande, portanto sabemos da nossa responsabilidade em cada jogo, em cada campeonato e para nós esse ano, a Copa do Brasil é um campeonato importante. Então, se Deus quiser, vamos para lá fazer um grande jogo, se possível, eliminando o jogo de volta", projetou o meia.

A partida da volta será eliminada se o Santos-SP vencer o jogo de ida por ao menos dois gols de diferença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.