EFE
EFE

'Fortaleza' em Viamão dá a Dunga privacidade total na seleção

Técnico descobre local perfeito para comandar os treinos

DANIEL BATISTA, ENVIADO ESPECIAL A VIAMÃO (RS), O ESTADO DE S.PAULO

28 de março de 2016 | 07h00
Atualizado 28 de março de 2016 | 07h00

Dunga parece ter descoberto o local perfeito para dar seus treinos com privacidade, como tanto deseja. A seleção brasileira se prepara para enfrentar o Paraguai em um hotel em Viamão, interior do Rio Grande do Sul, que mais parece uma fortaleza. O local fica a 24 quilômetros de Porto Alegre e escondido no meio de uma estrada de terra, onde só existe vegetação em volta. Não há qualquer tipo de comércio. Sua entrada com torres e um grande portão sem frestas, além, é claro, de muitos seguranças e policiais garante a privacidade total, como deseja Dunga. 

O hotel é luxuoso, com 68 apartamentos , oito salas de reunião e dois campos com medidas oficiais. Um deles estruturado dentro dos padrões da Fifa. O hotel serviu de concentração para o Equador na Copa de 2014. 

Na Granja Comary, embora o Centro de Treinamento da seleção seja fechado, ele pertence a um condomínio. Os torcedores que conseguem acesso às casas, podem ver as atividades tranquilamente. Assim, Dunga não conseguia dar treinos fechados nem fazer muito mistério com a escalação. Um muro de dois metros chegou a ser construído no local para tentar evitar espiões.

Neste domingo, inicialmente Dunga iria fechar o treino, mas decidiu abrir para jornalistas e torcedores. E como aconteceu na Granja, o combinado foi que eles entrassem, mas não fizessem barulho. A CBF explica que a seleção foi para Viamão por uma questão de logística, pois não conseguiria treinar no Paraguai. 

O time brasileiro já tinha ficado hospedado no hotel em 2005, quando se preparava para um amistoso contra Honduras. Quando dirigia o Inter, Dunga também levou a equipe para treinar por um período no local. A seleção brasileira chegou no sábado ao hotel, ganhou folga e domingo fez a primeira atividade. Nesta segunda-feira, deverá fazer novo treino e viaja para Assunção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.