Divulgação/ Flamengo
Divulgação/ Flamengo

Vice do Flamengo diz que clube apoia retorno do público aos estádios: 'Covid é um processo natural'

Luiz Eduardo Baptista, conhecido como BAP, causou polêmica ao falar sobre o assunto em entrevista nesta quinta-feira. Anteriormente, time carioca já manifestou interesse pela presença de torcidas em jogos

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2021 | 18h39

O vice-presidente de Relações Externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, conhecido como BAP, causou polêmica nesta quinta-feira, dia 10, ao afirmar que o clube carioca apoia o retorno do público aos estádios, vetado por causa da pandemia do coronavírus

"Covid não se pega somente em estádio de futebol. Eu entendo que a covid é um processo natural que todos nós vamos ter. A vacina não é uma garantia de que a pessoa não vai contrair o vírus", disse BAP em entrevista ao canal do repórter Venê Casagrande. 

Anteriormente, o time carioca já havia se posicionado a favor da volta dos torcedores aos estádios. Em maio, o clube, junto à Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), cogitaram mandar um dos jogos das finais do Campeonato Carioca com o Fluminense em Brasília, para que houvesse público. 

O duelos com o tricolor carioca pelo título estadual rendeu uma multa de R$14 mil à administração do Maracanã devido a presença de 148 convidados nas arquibancadas do estádio, "infração sanitária gravíssima" segundo nota da Secretaria Municipal de Saúde do Estado. 

O Flamengo joga nesta quinta-feira, dia 10, pela Copa do Brasil, contra o Coritiba, às 19h, no Estádio Couto Pereira. Com covid-19, Rogério Ceni está fora e o time será dirigido por Maurício Souza, seu auxiliar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.