Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Vice do Flamengo nega ter procurado outro técnico antes da saída de Abel Braga

Dirigente rebate informação de que clube abriu negociações com o português Jorge Jesus

Redação, Estadão Conteúdo

31 de maio de 2019 | 17h10

O vice de futebol do Flamengo, Marcos Braz, negou, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, que o clube estivesse contactando qualquer treinador antes do pedido de demissão do agora ex-comandante rubro-negro Abel Braga, que, para ele, é "página virada" no clube.

O técnico pediu demissão na última quarta-feira alegando que foi "traído" pelos dirigentes. As supostas tratativas com o português Jorge Jesus, que já confirmou ter uma reunião marcada com dirigentes do time carioca neste sábado em Madri, antes da final da Liga dos Campeões, também só teriam começado, segundo Braz, após a saída de Abel.

"Não teve nenhuma tratativa com ele até o dia em que o Abel pediu demissão. Não tenho muito o que falar", afirmou Braz, que disse esperar que o assunto ligado ao ex-técnico seja superado o quanto antes. "(Abel) Não é o primeiro, não é o único e não será o último a sair do clube magoado com a diretoria. A gente respeita o profissional que foi, só que é vida que segue e não vou mais falar sobre esse assunto. Depois de hoje, esse assunto Abel é página virada", afirmou Braz, sem deixar de rechaçar qualquer rumor sobre outro português, o badalado José Mourinho, atualmente sem trabalhar, e em relação ao argentino Jorge Sampaoli, que está no Santos.

"Não existe absolutamente nada com relação a Mourinho. O Flamengo não estava atrás de Mourinho, de B, de C... O Flamengo estava no mercado", completou o dirigente.

Recém-chegado da Europa, onde esteve junto com o CEO Bruno Spindel em busca de reforços para o time, o executivo confirmou que o clube está entre dois nomes para a zaga: Jemerson, ex-Atlético-MG, que está no Monaco da França, e o colombiano Zapata, do Milan. "Esses dois jogadores procedem. Aqui a gente não mente. Posso não responder, mas não minto. Os dois interessam ao Flamengo, mas é um ou outro (que seria contratado). Tem que ter calma e o Flamengo terá calma", ressaltou.

Outro atleta comentado por Braz foi o lateral-esquerdo Filipe Luís, que teve seu contrato encerrado com o Atlético de Madrid e estaria prometendo uma resposta ao clube carioca em breve. "Estivemos com o atleta e apresentamos o mesmo projeto que apresentamos para o Rafinha (lateral-direito que está encerrando seu contrato com o Bayern de Munique e já tem um acerto verbal com o Flamengo). Não é só troca de clube, é uma decisão de vida. Tinha uma convocação da seleção brasileira e ele pediu um prazo. O prazo foi dado como foi dado ao Rafinha", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.